quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Ele é o cara #5

Voltando oficialmente aos trabalhos depois de alguns dias de férias, temos mais uma pessoa importante na coluna de hoje. Talvez algumas pessoas só o conheçam como o apresentador do reality show BBB, mas muito antes de encher a cabeça dos participantes do programa com frases que eles não entendem, ele já foi "o cara".



Pedro Bial é jornalista antes de ser apresentador. Trabalha na rede Globo desde 1981, onde já participou do Jornal Hoje, Globo Repórter, Fantástico, e até do Rock in Rio II. Também foi correspondente internacional do canal em Londres e no canal pago Globo News apresentou o Espaço Aberto.

Ele cobriu eventos históricos como a Guerra do Golfo (1990), a dissolução da União Soviética (1990/91), mas talvez sua cobertura mais significativa em toda a carreira de repórter tenha sido a queda do Muro de Berlim, em 1989, in loco, com os recursos de transmissão disponíveis na época, que não eram muitos. 


Bial também é escritor, poeta e cineasta. 



Escreveu a biografia póstuma, porém autorizada, do jornalista Roberto Marinho (2004, editora Jorge Zahar), e o livro "Crônicas de repórter" (editora Objetiva) onde conta um pouco do que acontece na vida do repórter antes de depois de sua pequena aparição na televisão.Tem um conto publicado no livro "Tarja Preta", com textos de outros famosos, e co-escreveu com Renée Castelo Branco "Leste Europeu - a revolução ao vivo", que trás seus testemunhos na busca dos povos daquela região pela liberdade.

Também traduziu "Filtro Solar", de Mary Schmich, um livro cheio de conselhos espirituosos para o leitor levar uma vida mais simples e leve. Daqui ele tirou a inspiração para escrever o poema homônimo, que também virou música e foi muito executada em 2003.



Foi o formador de um grupo de recitais na década de 80, do qual faz parte até hoje, devido ao seu grande interesse por poesia.

No cinema seu documentário "Jorge Mautner - o filho do Holocausto" ganhou o prêmio de melhor roteiro no último Festival de Cinema de Gramado (2012).

Viram como ele não é apenas mais um BBB? Ele já teve sua relevância para a televisão como repórter, e como escritor também deixou sua marca, merecendo, portanto, um lugar como "o cara" aqui no blog.

Um comentário:

  1. Pedro Bial é um homem para se admirar, mas o que realmente é de partir o coração é ver todo esse talento jogado fora. Tantos anos de trabalho, toda experiência adquirida, todos os momentos que marcaram a história e que ele esteve presente, toda influência que ele teve e tudo isso para acabar como o apresentador de um programa tão superficial e que não acrescenta nada a ninguém. É realmente triste ver todas essas qualidades jogadas fora \:
    Mesmo assim, adorei saber mais sobre ele. Ótimo post! n__n

    Beeeeijinhos e uma ótima semana! :*
    www.linguadoslivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!