quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Ele é o cara #6


João Ubaldo Ribeiro, o aniversariante de hoje, é um escritor brasileiro, membro da Academia Brasileira de Letras, formado em direito e que também exerce as atividades de jornalista, roteirista e professor. Esses já seriam motivos suficientes para ele ser o cara dessa semana, mas para acima de tudo, não há como resistir a essa sua cara de avô bonzinho, rs.

Alguns de seus trabalhos mais famosos são os romances "Sargento Getúlio" (1971), "O sorriso do lagarto" (1989), "A casa dos budas ditosos" (1999) e "Viva o povo brasileiro" (1984), que foi  base para o samba-enredo no carnaval carioca em 1987, da escola Império da Tijuca.

Ubaldo também escreveu contos e crônicas, com destaque para "A gente se acostuma a tudo", de 2006, além de seus trabalhos com literatura infantil: "Vida e paixão de Pandonar, o cruel" (1983), "A vingança de Charles Tiburone" (1990) e "Dez bons conselhos de meu pai" (2011). 

Ele também teve alguns trabalhos adaptados para a TV e o cinema: o filme "Sargento Getúlio" foi protagonizado por Lima Duarte, em 1983; "Viva o povo brasileiro" teve seus direitos comprados em 1998 por André Luiz de Oliveira e "Já podeis da pátria filhos" foi adquirido por Cacá Diegues em 1987, mas ambos ainda não foram filmados. Em 1999, ele ajudou a escrever o roteiro de "Deus é brasileiro", juntamente com Cacá Diegues, baseado em seu conto "O santo que não acreditava em Deus", e o filme foi um grande sucesso do cinema nacional. Já para a televisão forneceu "O sorriso do lagarto", que foi exibido como minissérie pela Globo, com Tony Ramos e Maitê Proença como protagonistas.

Com seu estilo literário marcado pela ironia e pelo contexto social brasileiro, ele marca seu lugar na literatura construindo suas estórias com um toque certeiro de humor, e assim agrada desde os leitores eventuais aos críticos literários mais exigentes.

João Ubaldo passou a ocupar a cadeira 34 na Academia Brasileira de Letras em 7 de outubro de 1993, sucedendo o jornalista Carlos Castelo Branco. Também é detentor da cátedra de Poetik Dozentur, ou Docente em Poesia, pela Universidade de Tübigen, na Alemanha. No mesmo país, participou da Feira do Livro de Frankfurt em 1994, e recebeu o prêmio Anna Seghers, que é concedido apenas a alemães e latino-americanos. Ele foi o 8o. brasileiro a receber o Prêmio Camões, pelo alto nível de sua obra literária. 

Hoje, aos 71 anos, o escritor colabora com os editais dos jornais "O Globo", "Jornal da Bahia", "O Estado de São Paulo", "A tarde", no Brasil, e "Frankfurter Rundschau" e "Die Zeit" na Alemanha, além do "O Jornal" e do "Jornal de Letras", ambos em Portugal, e o "The Times Literary Supplement" da Inglaterra.

Para fechar, deixo aqui uma entrevista muito interessante que João Ubaldo deu ao programa "Roda Viva" da TV Cultura, em julho de 2012, onde podemos ver o seu senso de humor tão presente em suas obras, além de sua inteligência e simplicidade.


Um comentário:

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!