sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

Sexta de música #11

Olá leitores!

Estou lendo a biografia do cantor Lobão, e conhecendo sua conturbada trajetória até se tornar o cara que conhecemos hoje. A leitura está muito interessante, e toda vez que pego o livro, duas músicas automaticamente me vêm à cabeça, e queria compartilhá-las com vocês:



O título do livro já remete a um grande sucesso do cantor, e não tem como começar a ler sem lembrar dessa música:. Para quem conhece o trabalho do Lobão já vai sacar logo de que música estou falando: "... é melhor viver 10 anos a mil do que mil anos a 10...". É "Decadence Avec Elegance", de 1985, um grande sucesso da década e que  seria um dos primeiros singles de destaque da carreira de Lobão. Abaixo, um trecho da letra da música e o vídeo:

"... ela dis pra mim: seja um bom rapaz
pratique algum esporte, tenha bons ideais
afinal de contas o fim do mundo não é nenhum fim de mundo
e se for... descanse em paz

e no final da madrugada perambulando pelos bordéis
Decadence - é melhor viver
dez anos a mil
do que mil anos a dez

Decadence Avec Elegance..."


A segunda música que fica passeando pela minha cabeça durante a leitura é "Vida louca vida", lançada em 1987, e que ficou famosa pela interpretação de Cazuza. Essa música não está em nenhum trecho do livro até agora, mas pelo contexto geral da biografia, e conhecendo boa parte do trabalho do cantor, imagino que a vida era vívida loucamente na década de 80, com todos os artistas revolucionários aproveitando as situações ao máximo. Para quem não conhece, segue um trechinho da letra e o vídeo logo a seguir, de uma apresentação de Lobão no "Cassino do Chacrinha", programa muito famoso da Rede Globo, que era exibido aos sábados à tarde e que funcionava como uma vitrine para os cantores da época, onde eles podiam se apresentar e fazer as mais inusitadas "performances":

"... se ninguém olha quando você passa
você logo acha:
'tô carente'
eu sou manchete popular
já me cansei
de toda essa tolice
babaquice
dessa eterna falta
do que falar.

Vida louca vida!
vida breve!
já que eu  não posso te levar
quero que você me leve
vida louca vida!
vida imensa!
ninguém vai nos perdoar
nosso crime não compensa..."


Espero que vocês tenham curtido os sons dessa sexta e também tenham se interessado em conhecer mais sobre a música da década de 80. Aguardem a resenha da biografia.

4 comentários:

  1. Lobão... aí sim! Post já embalou meu pré almoço!

    ResponderExcluir
  2. Não gosto muito de Lobão. Mas não podemos negar que ele é um cara bem foda, é.
    Beijos
    Helana O'hara
    www.intheskyblog.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Oi, primeira visita que faço aqui no seu blog. Achei bem interessante e a postagem muito bem trabalhada.
    Beijos
    http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/


    P.S: Aproveito a oportunidade para anunciar que tem sorteio de livro nacional. Venha apoiar. http://marlicarmenescritora.blogspot.com.br/2013/01/sorteio.html

    ResponderExcluir
  4. aah admiro a carreira do Lobão, mas não sabia do livro rs vou procurar, quem sabe não gosto né.. e as músicas são ótimas. seguindo aqui ;*

    http://realidade-imperfeita.blogspot.com

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!