sábado, 27 de abril de 2013

Li até a página 100 e... #12




*** lembrando que esse post foi inspirado na ideia original do blog Eu leio, eu conto

O teorema Katherine
John Green
editora Intrínseca
299 páginas

Primeira frase da página 100:

"Até demais, querida. Mas, é. Então cê bota esse pessoal pra falar e eles num param mais. Verdade verdadeira. Eu quero seis horas de gravação nova na minha mão todo santo dia. Mas façam de um tudo pra eles falarem da verdadeira história, se cês conseguirem. Tô fazendo isso pros meus netos, não pra um festival de fofoca."

Do que se trata o livro?

Colin é um menino prodígio, e não um gênio, como ele mesmo explica no decorrer do livro, que já namorou 19 meninas chamadas Katherines, e ele gosta disso. Mas, após levar um fora da K19, ele fica inconsolável e decide criar um teorema que possa prever matematicamente como pode terminar qualquer relacionamento. Sempre na companhia de seu amigo Hassan, ele sai numa viagem sem destino, a fim de tentar esquecer a última namorada, e acaba descobrindo coisas que ele nem imaginava ser capaz de fazer.

O que você está achando até agora?

O livro é incrível! Estou adorando o Colin, com toda a sua nerdice, que me lembra um pouco o Sheldon de "The big bang theory", só que com muito mais carisma e menos manias. 

Melhor quote até aqui:

"Ele começou a criar anagramas de 'para sempre sua' até que achou um que lhe agradou: se um pesar para. Então ficou deitado ali imaginando se o seu pesar pararia, e repetiu mentalmente a já decorada mensagem, e quis cair no choro, mas em vez disso sentiu apenas uma dor no plexo solar. Chorar é algo a mais: é você mais as lágrimas. Mas o sentimento que Colin carregava era um macabro choro ao contrário. Era você menos alguma coisa. Ele ficou pensando naquela expressão - para sempre - e sentiu uma queimação logo abaixo da caixa torácica."

Algum personagem merece destaque?

Com certeza o trio principal: Colin, Hassan e Lindsey. 

Vai continuar lendo?

Sim. (não consigo parar!)

Última frase dessa página:

"O, suspiro, namorado da Lindsey. É sempre o, suspiro, namorado da Lindsey. Jesus Cristo. Tá, escute aqui, é só me deixar lá na loja."

3 comentários:

  1. "O, suspiro, namorado da Lindsey. É sempre o, suspiro, namorado da Lindsey. Jesus Cristo. Tá, escute aqui, é só me deixar lá na loja." ♥

    ResponderExcluir
  2. Não posso contar, não posso contar, não posso contar...

    ResponderExcluir
  3. AAAAAAH, John Green é demais! Digo isso por causa da Culpa é das Estrelas, e não vejo a hora de ler o Theorema Katherine *-*
    Beijos!

    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!