domingo, 23 de junho de 2013

Série a sério #7

A Fox exibiu uma série produzida no Brasil, de 5 episódios, todos baseados em contos de Edgar Allan Poe. A ideia de adaptar os contos foi de Pedro Morelli, que também é o diretor, e a produção é de Fernando Meirelles.


Cada um dos cinco episódios é baseado num conto específico, são eles: "Bere", inspirado em "Berenice", "Priscila", inspirado em "Metzengerstein", "Íris", inspirado em "O coração delator", "Cecília", inspirado em "A máscara da morte rubra" e "Lenora", inspirado em "O gato preto" e "O barril de amontillado".


Os personagens são distintos em cada capítulo, mantendo-se como protagonistas fixos apenas Edgar, interpretado por Marcus de Andrade, que trabalha na dedetizadora "Nunca mais" (nome usado em referência ao conto "O corvo", que repete sempre never more), e o dono da empresa, seu amigo Fortunato, vivido por Danilo Grangheia.


O ponto de partida para cada episódio é a desinsetização de alguma casa ou comércio pela Nunca Mais, onde, posteriormente, acontecerá uma tragédia. Edgard, por algum motivo que não é revelado, meio que pressente que algo de errado vai acontecer ali e sempre deixa com o cliente algum produto contra os insetos para que ele use, caso necessário. No último episódio é revelado o mistério que envolve esse personagem, envolvendo sua esposa, e a importância de Fortunato na série.

O legal dessa série é que os contos são adaptados e ambientados na São Paulo atual, e o roteirista cria situações intrigantes que envolvem pessoas comuns e as encaixa no enredo de cada estória, de forma sutil e sem descaracterizar o personagem criado por Poe.

Na minha opinião, o melhor episódio foi o 4o., "A máscara da morte rubra": o terror psicológico é intenso, e  fica ainda mais apavorante pela ausência de sons durante as cenas e, quando há algum barulho, ele é usado para ampliar ainda mais a sensação de terror. 


Aqui, diferentemente do conto original, a estória não se passa na nobreza, nem tem uma doença mortal invadindo o país e matando todas as pessoas, mas a essência do conto está presente: um baile de máscaras acontece e existe um intruso entre os convidados, assombrando a anfitriã da festa e usando a máscara rubra. Antes dessa festa, é criada toda uma situação de terror envolvendo a personagem principal e uma pessoa misteriosa que a ataca e estupra dentro da sua própria casa. O terror e a morte comuns aos contos de Poe não faltam nessa adaptação.

Todos os episódios podem ser assistidos na íntegra pelo Youtube, inclusive o primeiro, que está aqui embaixo:


"Berenice" é um conto de horror escrito em 1835, e que escandalizou os leitores da época por seu conteúdo altamente violento. Ele narra a estória de Egeu, que vai se casar com a prima, Berenice, e que sofre de alguns momentos de blecaute, quando se desliga totalmente do mundo exterior. Berenice sofre de uma doença desconhecida que acaba com todo o seu corpo, e seus dentes são a única parte que fica perfeita, então, Egeu desenvolve uma obsessão por eles. Quando a esposa é enterrada, ele continua a venerar seus dentes, até que acorda de um dos seus apagões e descobre que o túmulo de Berenice foi violado e que ela continua viva. Misteriosamente, ele encontra ao seu lado uma caixa com 32 dentes sujos de sangue e um poema sobre 'visitar o túmulo de minha amada'.


Para os fãs de Poe, a série é imperdível. E para os que ainda não conhecem a obra do escritor, também. Vale a pena assistir aos vídeos, ler os contos e entender por quê Edgar é ainda hoje um dos autores mais consagrados da literatura mundial.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!