sábado, 21 de setembro de 2013

Li até a página 100 e... #18


*** lembrando que esse post foi inspirado na ideia original do blog Eu leio, eu conto


Primeira frase da página 100:

"A cama estava desfeita e uma enorme mancha avermelhada se destacava nos lençóis."

Do que se trata o livro?

Adapak é um jovem espadachim, filho de um dos Quatro criadores do universo, e passou toda a sua vida isolado do mundo e cercado de todos os livros, que lhe ensinaram tudo o que ele sabe. Apesar de muito inteligente e de todo o conhecimento acadêmico que possui, Adapak é muito inocente e não conhece o funcionamento do mundo fora da caverna em que vive, e por isso, é facilmente enganado por pessoas aproveitadoras. Além disso, ele é um exímio lutador e, como o próprio título do livro diz, um ótimo espadachim, o que o ajuda em diversas situações de perigo por quê passa. 

O que você está achando até agora?

Estou gostando, mas demorei um pouco para me adaptar ao estilo narrativo do autor. Já li alguns livros de fantasia, mas em nenhum deles senti esse tom de RPG que encontrei aqui. Isso não desabona o livro de forma alguma, acho que era essa mesmo a intenção do autor, mas é diferente para mim.

Melhor quote até aqui:

"- Por que está me contando isso tudo agora? - Adapak perguntou, fechando a joia dentro do punho.
-Eu não sei, garoto, talvez você... - ele ficou pensativo por um instante. - Talvez você me lembre alguém. Talvez eu esteja lhe fazendo um favor te contando isso tudo, quem sabe? Quero dizer, a próxima pessoa que resolver te enganar pode não ser com um golpe tão pequeno como o meu e você pode se dar mal de verdade.
O espadachim permaneceu calado enquanto o soro da verdade lhe arranhava as veias. Ele guardou a pedra púrpura no saco, olhando com vergonha  para aquele símbolo de sua óbvia inocência, exposta com maestria por aquele humano que ele mal conhecia.
- Você - ele começou a dizer...
.....................................................................................................................................

- Você tem um vida muito triste. - o espadachim completou." (página 95)

Algum personagem merece destaque?

Até agora são poucos os personagens conhecidos, e merecem destaque o próprio Adapak, protagonista da estória, e seu tutor Barutir, que foi quem começou a educá-lo e deu base para que ele se tornasse o que é hoje.

Vai continuar lendo?

Sim.

Última frase dessa página:

"O espadachim deslizou da poltrona para o tapete instintivamente, por pouco não esbarrando com a bolsa na mesa de centro e derrubando as garrafas vazias no chão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!