segunda-feira, 10 de março de 2014

Um pouquinho de...


"Contudo, foi naquela manhã que joguei a verdade ao vento. Como fui idiota! Essa era a minha parte da culpa. Falei aos berros que não era o filho tão desejado por eles. Eu sabia o segredo da família. Ninguém nunca quis uma menina. O sonho daquele homem era passar seus ensinamentos para um garoto, não para mim. Então por que eu precisava aprender? Ele realizava os sonhos de todas as crianças do mundo.
E eu apenas desejava algum dia ser uma delas."

2 comentários:

  1. Eu acho a capa deste livro muito esquisita!
    Por motivos que nem sei, não acho o livro interessante. =/

    http://vicioseliteratura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Engraçado, eu já achei a capa bem curiosa, rsrs.

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!