quinta-feira, 22 de maio de 2014

Profundamente sua [Resenha]


"Segundo volume da série Crossfire, publicada em 40 países e que já vendeu mais de doze milhões de exemplares em todo o mundo, 'Profundamente sua' dá continuidade à jornada que Eva e Gideon começaram em 'Toda sua'. Neste livro ainda mais ardente, detalhes perturbadores da história de Gideon são revelados, e Eva se defronta com a reaparição de um fantasma do passado, enquanto os dois lutam para construir um futuro juntos. Recheado de surpresas e cenas picantes, este romance é imperdível!"

Na resenha de "Toda sua" postada aqui, eu falei que o livro não me ganhou 100%. Aqui, na segunda parte da trilogia Crossfire, também não fiquei deslumbrada com a estória, mas achei que a continuação é levemente mais interessante que o primeiro livro.

Os problemas de relacionamento entre Eva e Gideon continuam, conforme aumenta a intimidade do casal, a insegurança e o medo da separação a qualquer momento. Como ambos têm um passado problemático, eles sofrem com seus fantasmas e não querem perder essa ligação forte que surgiu rapidamente entre eles. Eva ainda protagoniza grandes cenas de ciúmes que são alimentadas pela personalidade forte de Gideon; enquanto ele tem dificuldade para se abrir e expor seus verdadeiros sentimentos, ela depende de tudo isso para acreditar que a relação está dando certo, e essa contradição gera inúmeros conflitos entre o casal.

Apesar dos esforços de Gideon para convencer Eva de seu amor e sua devoção, ela continua pedindo que ele se abra mais e divida com ela seus mais terríveis pesadelos. Em alguns momentos pode parecer que ela é um pouco egocêntrica, mas, com o desenrolar da narrativa fica claro que ela tem certa razão em reclamar de Gideon.

O milionário é muito possessivo e, quando sente que Eva pode estar correndo perigo, se torna ainda mais controlador e quer saber de cada passo que a namorada dá. Sem nenhuma explicação plausível para esse tipo de atitude de Gideon, ela não aceita que ele controle tudo o que ela faz, com quem fala e onde vai, e isso se torna mais uma razão para brigas e discussões.

Os momentos íntimos do casal estão ainda mais tórridos e sensuais nesse segundo livro, e acabam sendo as únicas ocasiões em que eles se entendem perfeitamente. A autora consegue contar em detalhes cada relação sexual do casal, e ainda assim não se alongar demais na estória. Toda a narrativa é direta e sem enrolação: o livro começa exatamente onde o  primeiro terminou, desenvolve a estória, cria novas situações de tensão, inclusive introduzindo novos personagens, e monta o cenário ideal para o próximo livro, aguçando a curiosidade do leitor.

Mesmo sendo um pouco melhor que o primeiro, esse livro não conseguiu me deixar empolgada, mas ainda assim, quero terminar de ler a trilogia para saber o desfecho dessa trama. É uma leitura fácil, que deve ser encarada como entretenimento. E não estou dizendo que ela perde seu valor por ser assim, muito pelo contrário: a série Crossfire cumpre seu papel como uma estória que permite ao leitor se desligar um pouco do mundo e descansar a cabeça. O final com certeza merece destaque, já que deixa os personagens numa situação um tanto quanto instável, mas certos de que seu amor poderá vencer qualquer barreira.

Profundamente sua
Sylvia Day
editora Paralela
256 páginas
nota do blog: 3
nota do Skoob: 4.1

2 comentários:

  1. Oi Joe!
    já ouvi muita gente falando dessa série Crossfire, mas devo admitir que ela não me chamou muito a atenção não, infelizmente :/
    beeijo!

    Carol P.
    http://draamin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Carol, muita gente comenta sobre a série, mas eu não gostei tannnnto assim. Acho que tem livros eróticos mais interessantes.
      Bjos!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!