sexta-feira, 23 de maio de 2014

Sexta de música #66 - Ghost Stories, Coldplay

Imagem de capa de Ghost Stories
Coldplay lançou seu mais novo trabalho de estúdio, "Ghost Stories", no último dia 19, e já entrou para os mais vendidos tanto na Inglaterra, onde vendeu 82 mil cópias nas primeiras 24 horas, quanto nos EUA. Imediatamente, o álbum entrou para o topo da lista do iTunes em 72 países. Entre os americanos, o CD vendeu na primeira semana 375 mil cópias, garantindo à banda a melhor primeira semana de um artista em 2014.

Apresentação da banda no Ellen Degeneres show dessa semana
Apesar do nome do álbum já introduzir o ouvinte a um clima mais denso que os trabalhos anteriores, e grande parte das letras das canções remetem imediatamente ao fim do casamento de Chris Martin e Gwyneth Paltrow, nem só de lamentações vive "Ghost Stories".

É possível perceber, lado a lado, as inovações que eles aplicaram nas canções e o jeitão clássico do Coldplay de falar sobre amor esperança. Da melancólica faixa "True Love" à balada "A sky full of stars", a banda nos mantém imersos numa viagem muito íntima e pessoal, mas que poderia estar contando um pedacinho da vida de qualquer pessoa.

Não sou  critica musical, nem entendo dos detalhes técnicos que envolvem a produção de uma canção, mas vou falar um pouquinho sobre o que percebi ao ouvir "Ghost Stories":

O disco todo tem uma pegada eletrônica, que nos trabalhos anteriores, se existia, era bem sutil, e que aqui conseguiu equilibrar o estilo mais agitado com as características românticas da banda, tão presentes nos outros CDs, e tudo isso faz com que o ouvinte se sinta imerso em uma atmosfera diferente, quase sombria em alguns momentos, porém, carregada de emoção.

Várias letras de Chris parecem um lamento, nos lembrando o tempo todo de sua separação; na canção "Magic" isso fica quando ele diz que ainda acredita em magia ("... and if you were to ask me/after all that we've been through/still believe in magic?/oh yes I do...").

Cena do vídeo "Magic"

Os elementos comuns ao Coldplay estão presentes sim, ainda que de maneira diferenciada: o piano, a bateria e o baixo formam um conjunto linear que envolve o ouvinte, e a guitarra de Jhonny ainda é a mesma, ficando evidente que era exatamente essa a intenção da banda ao seguir uma linha tão diversificada neste álbum.

Essa diversidade pode ser encontrada na faixa "True love", que em certo momento tende para uma breguice inerente aos anos 80, com o uso de sintetizadores, mas logo essa ideia é apagada pelo som da guitarra rasgada que combina perfeitamente com o desfecho da música.

"Midnight" é quase uma viagem psicodélica: começa tímida e vai seguindo num crescente caleidoscópico, acompanhado pelo vocal suave de Martin.

Em "Another's arms" é possível perceber um vazio deixado por alguém que partiu. A música basicamente fala sobre ausência e mais uma vez é possível se sentir próximo do que sentiu o vocalista com o fim de seu casamento.

Imagem promocional de "A sky full of stars"

Já a faixa 8, "A sky full of stars" faz um contraponto a todo o clima triste do álbum, com um arranjo dançante e claramente eletrônico feito pelo DJ Avicii, e é a minha preferida. Ela lembra bastante a sensação de ouvir "Viva la vida": uma vontade de sair dançando e cantando por diversas vezes seguidas, e desde a primeira vez que a ouvi, pude imaginar Chris dançando nos palcos dos shows. O arranjo é tão perfeito que, a certa altura da música parece mesmo que estamos sob um céu cheio de estrelas cintilantes, e é até possível ouvi-las brilhar.

Instrumentalmente impecável, "O - Fly on" tem a letra que menos me agradou em todo o álbum: o piano é delicado, e se torna companhia perfeita para a voz sussurrada de Chris. Destaque para o final deprimente, com vozes que lembram um coral fantasmagórico, cumprindo o que promete o nome do CD e criando um clima de histórias de fantasmas.

Ouçam agora todas as músicas de "Ghost Stories":


O que acharam? Deixem suas opiniões nos comentários para me contar se gostaram ou não  ;)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!