segunda-feira, 12 de maio de 2014

Um pouquinho de...

"Trema não é mais obrigatório?
Tem jornais e revistas que aboliram há tempos.
Cada um segue um estilo próprio, não sabia?
Padrão é o nome.
Tem jornais e revistas que escrevem títulos de obras de arte entre aspas. Outros, em itálico. Certa vez, quando mudei de empresa, tive um pesadelo em itálico. Minha mãe apareceu inclinada e me ofereceu bananas retas. Tem obcecado e obsessão. Nem a palavra palíndromo é um palíndromo. Em algumas publicações, estresse é stress. Ou stresse. Extinguiram o hífen de fim-de-semana num fim de semana. O trema sumiu, voltou, depois de amargar um exílio por décadas, e agora o enterraram de vez. Foi um estresse nos adaptarmos ao novo fim de semana. Réveillon é réveillon ou Réveillon? É malformação ou má-formação? É pôr-do-sol ou pôr do sol, maquilagem ou maquiagem, assobiar ou assoviar. Antártica ou Antártida, mussarela ou muçarela? Depende.
A padronização do estilo de cada jornal e revista demandou tempo, energia e dinheiro. Participei dos projetos gráficos, da reformulação e da criação de normas e manuais.
É, sou daquela época.
Daquela era.
Era."

(página 15, capítulo 2)

2 comentários:

  1. ê Joe! fica só deixando a gente com mais vontade de ler esse livro né? hahahaha
    beeijo!
    http://draamin.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. hahahaha, essa é minha missão na Terra!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!