quarta-feira, 18 de junho de 2014

A probabilidade estatística do amor à primeira vista [Resenha]


"Quem imaginaria que quatro minutos poderiam mudar a vida de alguém? Mas é exatamente o que acontece com Hadley. Presa no aeroporto em New York, esperando outro voo depois de perder o seu, ela conhece Oliver, um britânico fofo, que se sente a seu lado na viagem para Londres. Enquanto conversam sobre tudo, eles prova, que o tempo é, sim, muito, muito relativo."

Esse livro é fofo! Um romance daqueles que eu adoro, rápido, com diálogos inteligentes, linguagem simples, um menino que poderia ser o príncipe encantado de qualquer menina, e até um final um pouco previsível, mas que não deixa em nenhum momento de ser encantador.

A relação entre Hadley, uma jovem americana que está indo ao casamento do próprio pai em Londres, contra a sua vontade, quase obrigada pela mãe, e Oliver, um menino inglês, que faz faculdade nos EUA e também está viajando para Londres para comparecer a um evento, que ele não deixa bem claro qual é, vai se construindo ao longo da viagem, a bordo do avião, e eles logo descobrem que possuem gostos em comum, e a conexão entre eles é imediata.

Hadley está revoltada com o pai por ter se separado da mãe e a abandonado também, e agora está se casando com uma mulher britânica que ela ainda não conhece. A menina é uma das damas de honra do casamento, e está nervosa com essa situação, acreditando que toda a viagem será uma chatice sem fim. Após perder seu voo, com um atraso de apenas 4 minutos, ela se vê obrigada a ficar no saguão do aeroporto esperando o próximo embarque, e é ali que conhece Oliver.

Os dois acabam embarcando juntos e sentando lado a lado, e passam todas as sete horas de viagem falando sobre o que gostam ou não, sobre seus sonhos e suas frustrações, e Oliver cria um clima propício para que Hadley abra seu coração e coloque para fora toda a raiva que vem sentindo do pai há meses. Quando ela tenta fazer o mesmo com Oliver, ele desconversa e, no final da viagem, quando se separam ela percebe que não sabe quase nada sobre ele, apesar de parecer que o conhece há anos.

Entre surpresas e muito cansaço, Hadley se vêm em meio à cerimônia do pai, sem nenhuma vontade de estar ali, e com o pensamento todo voltado para Oliver, sem saber se o veria novamente. De repente, alguém comenta sobre outra solenidade que está acontecendo num bairro próximo, e Hadley sente que só pode ser onde Oliver está. E, como não poderia deixar de ser, ela sai a sua procura.

O encontro é rápido e confuso, e a menina fica ainda mais desiludida com a conversa que eles têm, e, quando retorna para junto do pai, acaba se entendendo com ele, seguindo alguns conselhos dados por Oliver. É por causa do encontro com o garoto que Hadley percebe o quanto a vida é curta e que o tempo pode passar rápido demais, sem que ela consiga dizer ao pai como se sente. 

Com os conflitos pessoais bem encaminhados, chega a hora do desfecho do romance, e essa é uma das partes mais fofas do livro. A magia do primeiro amor está presente e, mesmo sabendo que teremos um felizes para sempre, a estória é contada de uma maneira tão doce que é impossível não se apaixonar por Oliver e suas sacadas inteligentes. 

Gostei muito do livro, claro, pelo romance, que é muito meigo, mas também pelo enredo como um todo, já que a autora conseguiu mesclar a beleza do primeiro amor com as relações entre pai e filha e mãe e filha, mostrando que, apesar da rebeldia característica do adolescente, ele também pode ser compreensivo e carinhoso.

"A probabilidade estatística do amor à primeira vista"
Jennifer E. Smith
editora Galera Record
224 páginas
nota do blog: 4,5
nota do Skoob: 4,2

18 comentários:

  1. Olá Joana,
    Adorei a sua resenha. Já vi resenhas maravilhosas sobre esse livro e a sua não é diferente.
    Estou lendo o e-book que minha mãe me deu e estou amando.
    Espero ter uma leitura feliz como a sua.
    Beijos,
    http://mileumdiasparaler.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que seja realmente boa a sua leitura! Depois me conte o que achou.
      Bjos!

      Excluir
  2. Concordo com você: o livro é muito fofo!
    A leitura dele é leve e rápida e consegue te encantar nas primeiras linhas. Adorei sua resenha!

    Beijos,
    chuvadeejaneiro.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou Camila, esse livro é mesmo fofo.
      Bjos!

      Excluir
  3. Tb voncordo contigo... O livro e muita fofura! Eu amei...
    Li outro dela e e fofo tb (The Geography of you and me) mas n se comlara a esse...
    http://foreverabookaholic.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm quero ler esse da autora, estou procurando pra baixar.
      Obrigada pela visita ;)

      Excluir
  4. Oi Joana!!
    Eu estou morrendo de vontade de ler esse livro e sua resenha (muito bem escrita, por sinal) me deixou ainda mais ansiosa por essa leitura.
    Mesmo você tendo destacado que o final tem seu certo clichê, acho que esse deve ser um daqueles livros que a gente torce pelo clichê.
    Você conseguiu passar super bem os vários aspectos da narrativa que vão bem além do romance. Espero gostar também ^^

    Beijos
    Espero sua visita =)
    http://numrelicario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É isso mesmo Érika, ele é esse tipo de livro que mesmo previsível, prende sua atenção. Obrigada pelo elogio, volte sempre ;)
      Bjos!

      Excluir
  5. Oi Joana,
    Já tinha ouvido falar nesse livro e sua resenha me deixou com mais vontade de conhecer Hadley e Oliver.
    Esse romances, mesmo com um final previsível são tão legais de ler!
    Gostei da resenha!
    Abraços,
    http://horadeflorescer.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Marisa, eu tbm adoro esse tipo de romance, faz vc se desligar da realidade por algum tempo, rs.
      Bjos!

      Excluir
  6. Joana! Finalmente tive tempo de responder a TAG que você me indicou, amei fazê-la, sempre que quiser, pode me marcar, hein?
    Esse é um livro que queria tanto ler, mas estava com medo da história ser bobinha demais. Mas gostei da resenha e vou lê-lo!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Legal Ale, vou lá conferir suas respostas, ;)

      Excluir
  7. Terminei um livro agora e fiquei com aquele vazio de, "e agora o que vou ler?", aí passei aqui no seu blog, li algumas resenhas interessantes e decidi ler esse ;). Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia sim Tati, ele é fofo, e não é tão grande, dá pra ler rapidinho. Depois me diz se gostou ;)
      Bjos!

      Excluir
    2. Gostei sim, realmente muito fofo, chorei junto com a Hadley (TPM)..rsrs

      Agora vou escolher outro ;)
      Bjs

      Excluir
    3. huahuahuahua, deve ser TPM mesmo! Não fiquei com vontade de chorar, mas achei lindo!

      Excluir
  8. Olá Joana! Não li o livro, mas estou apaixonada por ele. A capa é linda e a estória é encantadora! E o título vende muito bem o peixe (na verdade eu o compraria só pelo título e pela capa!! haha).
    Beijoo!

    Blog Mundo Mágico dos Livros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Hahahaham é vdd, eu mesmo me interessei logo de cara pela capa e pelo título, só depois descobri que era uma estória apaixonante ;)
      Bjos!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!