quinta-feira, 24 de julho de 2014

Um caso perdido [Resenha]


"Às vezes, descobrir a verdade pode te deixar com menos esperança do que acreditar em mentiras. Em seu último ano de escola, Sky conhece Dean Holder, um rapaz com uma reputação capaz de rivalizar com a dela. Em um único encontro ele consegue cativá-la e amedrontá-la, e algo nele faz com que as memórias de seu passado conturbado comecem a voltar, mesmo depois de lutar tanto para enterrá-las. Mas o misterioso Holder também tem sua parcela de segredos escondidos que, quando revelados, mudarão radicalmente a vida de Sky."

Colleen Hoover está se especializando em me emocionar com suas estórias. Depois de me deixar comovida com "Métrica" e apaixonada por "Pausa", agora ela vem com dois personagens marcados pelo sofrimento e que precisam tanto um do outro que nem todas as adversidades da vida conseguem separá-los.

No início do livro, quando Sky encontra Holder pela primeira vez, eu comecei a imaginar o que poderia dar errado entre eles, mas a hipótese que cogitei estava totalmente errada (ainda bem!). Depois, com o decorrer da leitura, parei de tentar perceber nas entrelinhas o que ia acontecer com eles, para não estragar a surpresa. E assim, pude sentir todo o sofrimento de Sky e toda a paixão de Holder, me sentindo quase parte da vida deles.

Sky é adotada, sua mãe é contra qualquer tipo de tecnologia, inclusive televisão, e isso em certo momento causa estranheza, mas é totalmente possível existir uma pessoa assim. E Sky, que foi educada em casa, tem uma única amiga, Six, que divide com ela suas aventuras noturnas: ambas se encontram, cada qual em seu quarto, com vários garotos, o que faz com que elas tenham uma péssima fama entre os outros adolescentes. Mas Sky só descobre isso quando, para terminar o último ano do colégio, convence sua mãe de que precisa ir à escola.

É lá que Sky conhece outra figura, seu amigo gay-mórmon que é o responsável pelo alívio cômico na narrativa, junto com Six, que também tem tiradas bem divertidas. Aliás, a autora do livro é perita em criar amigos interessantes para seus personagens principais: também fez isso em "Métrica" e "Pausa", e deu super certo.

Apesar de ficar com diversos meninos diferentes, Sky nunca sentiu nada verdadeiro por nenhum deles. Mas, no momento em que vê Holder, ela sente algo diferente. Até tenta lutar contra esse sentimento, mas não consegue, e vai se aproximando cada vez mais do menino, indo contra todos os conselhos de Six, que pediu para Sky se afastar dele. Há boatos de que Holder espancou um menino no ano anterior e depois foi preso, por isso, estava afastado da escola.

Em pouco dias, Holder invade a vida de Sky, e ela adora. Ele é muito fofo, está sempre transitando entre um mau humor insuportável e sem explicação e momentos doces e meigos em que faz Sky se sentir uma rainha.

Claro que Sky se apaixona perdidamente por Holder, e ele parece corresponder esse sentimento, mas quanto mais próximo eles ficam, mais as lembranças do passado de Sky surgem, coisas que ela nem se lembrava de ter vivido, e que agora parecem muito reais em sua cabeça. Holder vai aos poucos preparando terreno para revelar a Sky um acontecimento do passado que vai virar sua vida de cabeça para baixo.

Mesmo se sentindo perdida e sem saber quem realmente é Sky, encontra forças em Holder, e os dois acabam ficando ainda mais juntos. Compartilham momentos felizes e outros de extrema tristeza, que só fortalecem o que sentem um pelo outro. Na hora de tomar a decisão mais difícil de sua vida, Sky se apoia em Holder e consegue sonhar novamente com um futuro feliz.

O livro é uma composição de momentos muito felizes, de descoberta do primeiro amor e de dias extremamente confusos, onde a personagem Sky não consegue separar alguns traumas de sua infância dos acontecimentos atuais, mas todo esse mix de sensações constroem uma estória linda de superação e confiança no próximo. Holder é apaixonante, e mesmo em seus momentos de fúria foi impossível não gostar dele. Ao final da leitura tudo se encaixa e as atitudes dele são explicadas, o que só me fez admirá-lo ainda mais.

Para quem gosta de um bom romance, com pitadas de humor e muito sofrimento, essa é uma leitura super indicada. A narrativa é fluida e é quase impossível largar o livro antes do final. Mesmo com toda dificuldade enfrentada por Sky, é possível se divertir e se apaixonar pelo casal. Além disso, o livro fala sobre um assunto muito difícil, mas que não deve ser ignorado, e, como fica claro nessa estória, quanto mais escondemos nossos problemas, maiores eles ficam, podendo até atingir pessoas inocentes.


Um caso perdido
Colleen Hoover
editora Galera Record
384 páginas
nota do blog: 5
nota do Skoob: 4.7

4 comentários:

  1. Nossa estou doida por esse livro! Adoro esse estilo e ainda não li nada da Colleen, apesar de todo mundo falar bem dela! Só vejo resenhas positivas sobre esse livro e isso só me dá mais vontade ainda de ler! To louca por ele!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lari, se vc gosta do estilo, vai amar esse livro! Ele é todo amor, assim como os anteriores da mesma autora. Super recomento ;)
      Bjos!

      Excluir
  2. Menina este livro conseguiu me arrebatar!
    Já tem alguns dias que o li, já iniciei a leitura de outro, mas não consigo esquecê-lo, de tão maravilhosa a leitura. A autora me conquistou.
    Perfeita resenha, parabéns!
    Bjo, bjo, bjo!
    http://osliteratoss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo elogio! Fico tão feliz quando uma resenha consegue transmitir meu sentimento pelo livro!
      Esse em particular me conquistou: como eu disse, a Colleen está se especializando em me emocionar =)
      Bjos!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!