segunda-feira, 4 de agosto de 2014

Um pouquinho de...

"Tem um monte de sujeitos por aí que escrevem prosa melhor que eu, e que entendem melhor as pessoas e o significado da humanidade... porra, eu sei disso. Mas quando o monitor pergunta 'Valeu?' sobre o trabalho deles, apenas algumas pessoas erguem as mãos, às vezes. Mas elas sempre erguem as mãos para mim... ou para Misery... e no fim dá tudo no mesmo. Sair dessa? Sim, Pode apostar que eu consigo. Tem um milhão de coisas no mundo que eu não sei fazer. Não sei jogar bola. Não sei consertar uma pia. Não sei andar de patins ou fazer um Fá na guitarra. Tentei duas vezes manter um casamento e não consegui. Mas se você quiser que eu arrebate você, assuste ou envolva você, faça você chorar ou sorrir, então sim, eu posso sair dessa. Eu consigo e consigo de novo até você pedir água. Eu consigo, Eu POSSO."

(página 121, capítulo 4)

2 comentários:

  1. King é King!
    espero que esteja amaaaando ler um dos cláááássicos desse mestre! :)
    um beeijo!
    Blog Dramin

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou amando Carol! Annie Wilkes é uma louca, mas faz a gente se apaixonar pela estória ;)
      Bjos!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!