segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Um pouquinho de...

"Não seria por mim que ele tomaria conhecimento do meu romance, muito menos com a trama que tenho em mente, ainda que as personagens reais figurem com nomes trocados ou referidos pelas iniciais. Só não posso impedir que um dia o receba como cortesia da editora, e o abra incrédulo, e o comece a ler de mau humor, e contra a vontade se deixe arrebatar pela narrativa que o remete a episódios perdidos na memória, quem sabe de um  livro vagamente alemão que Assunta não terá meios de encontrar nas estantes. E que ele se aflija sobremodo, porque sua memória literária sempre foi mais brilhante que a da própria existência, e talvez não tenha mais tempo de vida para reler sua biblioteca inteira. E que então me chame ao escritório e tussa duas vezes e indague em tom de voz ameaçador, entrecortado por falsetes suplicantes, o título do livro do qual copiei o meu. E que eu ria alto, aponte minha cabeça e diga: da minha Mangokopf, com base em fatos verídicos levantados à custa de anos de pesquisa."

(página 150, capítulo 13)




Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
@joana_masen

12 comentários:

  1. Oi, Joana.

    Já li algumas resenhas de O irmão alemão, mas te confesso que não tenho interesse na leitura. Essa eu deixo para s fãs do cantor/escritor.

    Beijos.
    Visite: Paradise Books BR // Sorteio de Carnaval

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Paula, eu estou gostando do livro, mas ele tem uma narrativa bem diferente, acho q nem todo mundo vai se dar bem com essa leitura.
      Bjos!

      Excluir
  2. Eu li e gostei muito. O Chico Buarque escreve muito bem, tem muita técnica. Porém, percebi que ele citou mais de cinquenta escritores e filósofos durante a narrativa, e uma ou duas escritoras... Tenho prrcebido isso: homens citando homens e nadica de mulheres. Por quê? Fica o questionamento.

    ResponderExcluir
  3. Chico Buarque! Nada há declarar.
    Pretendo começar a ler alguns livros dele, já li dois e ambos muito bons. Vou deixar esse anotadinho, Joana.

    Beijinhos,
    http://ultimooutono.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Oi Jo,
    Nem conhecia o livro O.o
    Vou aguardar a resenha.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  5. Já conhecia o nome do livro por ouvir falar, mas nunca li nenhum livro de Chico Buarque.
    Por esse pequeno trecho do livro parece ser ótima a história contada.
    Quando eu tiver uma oportunidade tentarei ler.
    Beijos!

    http://portodouniverso.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Então, como disse na outra resenha, apesar de ter visto o vídeo de Chico Buarque lendo uma passagem do livro, não consegui ter interesse em lê-lo. Talvez por não ser bem o gênero literário que aprecio, gosto mais de romances de época e contemporâneo.

    ResponderExcluir
  7. Ainda estou achando o proceder meio complexo, mas, a cada post sobre esse livro, parece que as coisas vão fluindo melhor em minha mente.
    Eu despertei uma fagulha de desejo de realizar essa leitura, a curiosidade de entender é o que a está gerando.
    Me parece tão denso quanto verossímil, caso realize essa leitura, espero não me decepcionar.

    http://leitordameianoite.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  8. Joana!
    Chico é poeta em todas as formas e tons...
    Maravilha de texto que nos trouxe, amei!
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Chico Buarque tem um talento indiscutível! Este livro me parece ser perfeito como tudo que ele produz, quero ler em breve. Belo texto!
    Beijo

    ResponderExcluir
  10. Aiii agora me deu mais vontade de ler!!! Então ele escreve um livro no livro??
    kkkk ameeei, eu queroooooooo, alguém me dá???
    bjoos

    ResponderExcluir
  11. adorei o quote Joe!
    a cada post seu sobre este livro eu fico mais e mais curiosa.
    É uma pena que não conseguirei lê-lo tão cedo.
    :/
    um beijo!

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!