quinta-feira, 5 de março de 2015

Mariposa - asas que mudaram a direção do vento [Resenha]

onde comprar: Amazon//Editora Kiron

"Um jogo de poder, política e corrupção se cruza com uma história de amor. Um jovem senador, Nicolas, se vê rodeado de grandes mistérios a partir do momento em que uma estranha mulher invade sua casa e lhe dá pistas para incriminar seu rival político. Enquanto se envolve de uma forma apaixonante com esta mulher, de codinome Mariposa, Nicolas tenta desvendar os segredos de uma organização invisível aos olhos da sociedade, mas com grande poder de influência na política do país."

Recebi esse livro da nossa autora parceira, Patrícia Baikal, e confesso que no início achei o tíulo estranho, e a  capa um  pouco confusa, mas depois de começar a ler tudo fez sentido. E o pior, quando li a sinopse fiz uma ideia totalmente errada do enredo, acreditando que se tratava de uma estória com fantasmas  ou espíritos que  atormetavam o protagonista.

Nicolas é um Senador da República muito honesto que ainda acredita que poderá mudar o mundo com sua atuação política. Ele denuncia um colega que está envolvido num esquema de falsificação de remédios, mas esse é apenas o topo de um monte de sujeiras, crimes e contravenções cometidas por Brassel, o pior tipo de político que pode existir. Ele acredita estar acima de qualquer lei e já está acostumado a colocar seus próprios interesses acima dos da população que o elegeu como representante.

Quando Nicolas decide bater de frente com Brassel nem imagina o tamanho do perigo que corre. Em sua defesa chega uma mulher misteriosa, que pede para ser chamada de Mariposa e que usa uma máscara que lhe esconde o rosto o tempo todo. Ela passa a ser a guardiã de Nicolas, mas não lhe dá nenhuma explicação para isso, apenas diz que ele corre perigo e que aquele é o trabalho dela. Nicolas fica confuso com a aproximação de Mariposa, mas logo depois começa a se interessar por ela, sentindo cada vez mais a ncessidade de estar perto daquela mulher. Ela, por outro lado, demonstra algum carinho por ele, mas sempre deixa bem claro que a relação deles é simplesmente profissional.

Ao longo da batalha de Nicolas para desmascarar Brassel, ele sofre diversos golpes, como uma invasão à sua casa, o roubo de documentos importantes que incriminariam seu rival e até o sequestro de sua mãe. Em todas as situações, Mariposa e toda a sua equipe vêm ao auxílio de Nicolas, e o ajudam a se reerguer e continuar lutando pela causa que acredita.

A estória se passa em Brasília alguns anos no futuro, com a segunda presidente do país. Glória é uma mulher muito acessível, e também acaba ajudando Nicolas em suas investigações. Ela tem um papel importante no desenvolvimento do enredo, e me fez pensar imediatamente se a nossa atual governante tomaria atitudes tão decisivas se estivesse na mesma situação que Glória.

Em paralelo à trama política surge o romance entre Mariposa e Nicolas, em meio a uma batalha política e várias complicações que os impedem de desfrutar esse amor plenamente. Numa conversa com a autora, ela citou "1984" como inspiração para esse tema, e a estória realmente lembra a de Orwell nesse quesito: pessoas apaixonadas que estão sob o domínio do sistema e não podem assumir seu relacionamento.

O mistério de quem é a bela mulher por quem Nicolas se apaixona persiste até as últimas páginas, e confesso que eu não fazia ideia de como terminaria. O final do livro é bem inteligente, mas quase utópico, já que sabemos ser praticamente impossível um presidente tomar atitudes radicais em benefício apenas da população (e isso não é spoiler). Gostei bastante do desfecho e acho que a autora conseguiu amarrar todas as pontas, deu um final satisfatório para a relação de Nicolas com Mariposa e ainda fez uma crítica à política atual do país.

Apesar de não gostar nem um pouco de política, e isso ter me feito demorar um pouco para entrar no clima do livro, no final eu acabei gostando e entendendo que, mesmo falando bastante desse assunto, a estória é um romance, que debate política de forma quase lúdica, mas que passa a sua mensagem.

O livro é muito interessante, e tem potencial para se tornar um grande sucesso. Achei que faltaram pequenas revisões em alguns parágrafos, mas no geral, é bom. Se vocês, assim como eu, não se ligam em política, não se preocupem, aqui o assunto é parte do enredo, mas não o foco principal da estória. Recomendo.

Para conhecerem mais sobre a obra, acessem a fanpage oficial clicando aqui.

Mariposa - asas que mudaram a direção do vendo
Patrícia Baikal
editora Kiron
293 páginas
nota do Skoob: 3
nota do blog: 3

8 comentários:

  1. Oi Joana!
    Você compreendeu bem a minha intenção ao contar esta história. Realmente, a política é o pano de fundo; a questão central é o romance entre Nicolas e Mariposa.
    A Mariposa é uma metáfora para a as transformações humanas e políticas da atualidade.
    A 1ª edição revisada já está à venda, em formato e papel diferentes!

    Beijos,
    Patrícia Baikal

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Patrícia,
      agradeço a oportunidade de ler seu livro, foi uma experiência bem diferente para mim, que não sou ligada a assuntos políticos. Te desejo muita sorte e sucesso com seu trabalho.
      Bjos!

      Excluir
  2. Oi Jô,
    fiquei bem interessado pelo livro, não sou um grande entendedor de política mas é um assunto que me interessa, sinceramente preferiria se ele continuasse com a briga entre o político bom e o político mau ao invés de se tornar um romance :/
    E convenhamos que foi uma sacada de mestre da autora chamar o político corrupto de Brassel...

    Grande abraço!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rudi, pode ler tranquilo, a briga entre os políticos vai até o final, o romance não toma conta da estória. A autora conseguiu dosar bem ambos os temas.
      Bjos!

      Excluir
  3. Não conhecia o livro, mas ele junta elementos que eu gosto bastante. Vou anotar a dica. ^^
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, o livro une diversos temas, e ficou bem bacana. Qdo puder, leia.
      Bjos!

      Excluir
  4. Aiii eu to beeem interessada nesse livro!!!
    Tem cara de bom!!!
    Se bem que tudo que envolve política tem seu lado avesso, afinal, como temos certeza de quem realmente está certo ou errado?? Agindo por impulsos criminosos ou por que não há escolhas e formas de mudanças??
    Sei que há muitíssimos políticos terríveis, mas acho que tbm, qndo eles chegam lá, a m***a já tá feita! Então é dificílimo mudar tudo do dia pra noite.
    Entendo algumas atitudes, mas não estou passando a mão na cabeça de político nenhum.
    Por isso gostaria de ler esse livro e outros também sobre essa temáticas, para entender mais e saber avaliar os nossos governantes.
    bjoos

    ResponderExcluir
  5. Oi Joana! Eu adorei a ideia do livro e o fato de a política não ser o foco principal me deixou mais a vontade ainda para conhecera obra :)
    Linda resenha!
    Abraços...

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!