sábado, 21 de março de 2015

Momento HQ - Piteco, Ingá

Seguindo com a série de Graphic Novels Turma da Mônica, hoje vamos falar da história do pré-histórico Piteco.



O responsável por dar uma vida nova ao personagem de Maurício de Souza foi o talentoso Shiko, que teve a brilhante ideia de misturar sua origem nordestina dentro do contexto dessa estória em quadrinhos.



O título “Ingá” se refere a uma grande pedra que existe na cidade de Ingá, interior da Paraíba, que foi esculpida há aproximadamente seis mil anos, um dos maiores monumentos arqueológicos do mundo. Usando esse toque de história e cultura nacional, Shiko mostrou nos quadrinhos os mesmos desenhos rupestres que podemos encontrar na pedra real. Existem milhares de controvérsias e teorias sobre os autores das inscrições, mas esse é um assunto para outro post. Vamos a mais sensacional estória da coleção Graphic MSP.

O quadrinho começa com Thuga como narradora. Ela conta como os antepassados viviam em comunhão com os três povos – Homens-Tigre; vivem da caça nas matas, Povo de Ur; vivem nas árvores e Povo de Lem; vivem do plantio – e como foram separados e passaram a viver cada qual em uma parte da terra.
























Mas o rio que banha e rega o povo de Lem está secando. Os anciões do povo de Piteco decidem migrar para o outro lado da terra, em busca de um lugar prometido pelos antepassados, mas Thuga vê que é necessário um sacrifício e, no silêncio da madrugada, ela se entrega como oferenda para que os bons tempos voltem ao seu povoado.

Ao saber disso, Piteco, Beleléu e a guerreira Ogra saem em busca de Thuga, passando por lugares místicos e perigosos. O futuro do Povo de Lem está em risco e o sacrifício de Thuga pode não ser o suficiente.

Ao contrario de Turma da Mônica – Laços, essa estória não remete em nada ao original de Maurício de Souza. Shiko adicionou magias, encantos e misticismo sem nenhuma dosagem controlada, direcionando a HQ para o público jovem-adulto. Inclusive, os traços remetem a um Piteco caçador, que não teme nada em um mundo de monstros a serem enfrentados.




















Peçam uma porção de brontossauro à passarinho e comecem a ler essa estória antes que a seca chegue. Ops... não, espera...



João Oliveira, jornalista, aficionado por quadrinhos, livros e cinema. Mochileiro em busca de sua próxima aventura.
@oliveira_jh

3 comentários:

  1. Fiquei sabendo esses dias das histórias das Turma da Mônica contada por outras pessoas, os MSP. Gostei bastante de saber, parece ser algo bem mais maduro

    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
  2. Ah! Piteco, sempre foi um dos meus personagens favoritos da leva do Maurício de Souza e essa releitura do Shiko ficou totalmente incrível, além da história o traço é de encher os olhos, parabéns pela resenha, apesar de curta ela foi bem completa...
    Grande abraço!!!

    Leitor Antissocial

    ResponderExcluir
  3. As história do Piteco nunca me chamaram atenção,mas gostei muito dessas ilustrações, lindas!
    Uma ótima ideia, colocar lugares místicos e monumentais da nossa - ou de outras - culturas!
    Pra quem ler de qualquer idade, vaai ser um prato cheio para conhecer mais esse mundão e suas histórias.
    beijooooos

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!