segunda-feira, 6 de abril de 2015

Um pouquinho de...

"É o que acontece a todos nós, sempre fomos mais alguma vez, Tu nunca foste tanto, disse a mulher do primeiro cego, As palavras são assim, disfarçam muito, vão-se juntando umas com as outras, parece que não sabem aonde querem ir, e de repente, por causa de duas ou três, ou quatro que de repente saem, simples em si mesmas, um pronome pessoal, um advérbio, um verbo, um adjectivo, e aí temos a comoção a subir irresistível à superfície da pele e dos olhos, a estalar a compostura dos sentimentos, à vezes são os nervos que não podem aguentar mais, suportaram muito, suportaram tudo, era como se levassem uma armadura..."


(página 267)

6 comentários:

  1. Ainda não o livro, mas toda vez que você posta alguma frase eu fico mais curiosa!
    Tudo que Motiva

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, vc precisa ler, é uma experiência única!

      Excluir
  2. Oi Jo,
    Lindo esse quote, é o empurrãozinho que faltava para lê-lo haha, adicionado à meta de leitura.
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que vc leia mesmo Larissa, vale a pena.

      Excluir
  3. já vi falando sobre isso...
    É aquele que os personagens não tem nome,né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, esse mesmo. E apesar de não terem nome, dá pra saber exatamente quem é quem, só pelas características de cada um.

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!