quinta-feira, 23 de julho de 2015

A playlist de Hayden [Resenha]


"Depois da morte de seu amigo, Sam parece um fantasma vagando pelos corredores da escola, o que não é muito diferente de antes. Ele sabe que tem que aceitar o que Hayden fez, mas se culpa pelo que aconteceu e não consegue mudar o que sente. Enquanto ouve música por música da lista deixada por Hayden, Sam tenta descobrir o que exatamente aconteceu naquela noite. E, quanto mais ele ouve e reflete sobre o passado, mais segredos descobre sobre seu amigo e sobre a vida que ele levava."

Imaginem chegar a casa de seu melhor amigo, depois de uma noite confusa em que vocês se desentederam, pronto para pedir desculpas, e encontrá-lo morto. Pois é assim que começa a estória de Sam: ele é a primeira pessoa a ver o corpo sem vida de Hayden, seu único amigo, e entra em pânico.

Sam não entende porque o amigo decidiu tirar a própria vida, e se sente totalmente culpado por isso, lembrando da discussão que tiveram na noite anterior à sua morte. Ele também não entende bem o motivo por terem brigado, já que Hayden demonstrou um comportamento estranho aquela noite, mas não deu nenhum sinal de que estava prestes a se suicidar.

Para piorar a situação de Sam, Hayden deixou para ele um pendrive com uma playlist e um bilhete que dizia "Ouça, você vai entender", mas que no fundo não explicava nada. Sam passa a ouvir incessantemente as músicas separadas pelo amigo, mas não consegue encontrar nenhuma resposta ali, e isso o deixa muito frustrado.

Com a confusão do funeral e a falta que sentia do amigo, Sam fica vários dias sem dormir, e começa a ver coisas, como um mago, que era o personagem de Hayden no game que eles jogavam online, que falou com ele pelo chat e depois se materializou em seu quarto. Sam acredita que está ficando louco pela falta de sono.

Do nada surge uma garota que diz ter sido amiga de Hayden, e que agora quer se aproximar de Sam. Ela é bonita e inteligente, divertida e diferente das outras meninas do colégio, e, mesmo sem querer, Sam acaba se interessando por ela. Além disso, ele acredita que ela poderá ajudá-lo a descobrir porque Hayden se matou.

Muitos motivos podem ter levado a essa decisão de Hayden, e um deles é o bullying que sofria pela turma do próprio irmão mais velho. E isso também é uma das razões que fazem Sam ficar ainda mais culpado pela perda do amigo, já que, reanalisando os fatos, ele percebe que nunca defendeu Hayden contra os ataques do irmão e seus amigos.

A trama do livro é bem interessante, com vários detalhes na personalidade dos personagens que fazem com que o leitor faça conexões, tentando ele mesmo descobrir o que realmente aconteceu na festa que levou Hayden a se suicidar. Além do relacionamento de Sam com sua família, também é possível acompanhar a interação dele com uma nova turma de amigos, direcionado por Astrid. É uma situação estranha para ela, que até então teve apenas um amigo, mas ele vai se adaptando aos poucos.

O que mais gostei no livro foi o crescimento e o desenvolvimento emocional de Sam perante às dificuldades. Ele vai juntando as peças e decifrando o que aconteceu na festa em que brigou com Hayden, e entendendo que nem tudo foi culpa sua, e que, na verdade, ele não conhecia realmente o amigo como achava que conhecia. E no fim das contas, será que ele também não guardava nenhum segredo de Hayden?

Apesar de o livro focar na playlist desde o título até a divisão dos capítulos em uma música temática para cada um, eu não consegui fazer relação entre as músicas da playlist e os acontecimentos que levaram ao suicídio de Hayden. Gostei muito da playlist, mas, infelizmente, o objetivo da autora não foi totalmente atingido aqui. Se alguém já tiver lido o livro e entendido qual é a realação, por favor, deixe nos comentários.

E se vocês ainda não leram A playlist de Hayden, comecem agora mesmo, vale a pena entender um pouco mais o bullying praticado pelos adolescentes, e discutir o assunto para que ele não se torne comum em nossas vidas.

A editora Novo Conceito disponibilizou um site com todas as músicas citadas no livro. Ouçam, e tentem entender clicando aqui.


A playlist de Hayden
Michelle Falkoff
editora Novo Conceito
288 páginas
nota do Skoob: 4.1
nota do blog: 4.0


Este post é válido para o Top Comentarista, participe!


Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen

8 comentários:

  1. Eu já li várias histórias sobre bullying, prometi a mim mesma que iria demorar para ler um outro sobre isso mas não tem jeito. A playlist de Hayden me deixou totalmente com vontade de quebrar essa promessa.
    Quero muito ler! Já está nos meus desejados há tempos
    Beijos
    Ingrid
    devaneiosdalila.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas apesar desse livro citar o bullying, o tema não pesa. Pode ler tranquila, o q mais chama atenção aqui é a relação entre os personagens.
      Bjos!

      Excluir
  2. Oi Joana!!
    Amei muito esse livro.Gosto de histórias assim que nos fazem entender e refletir um pouco sobre determinado tema.
    Também fiquei quebrando minha cabeça pra associar a playlist com o motivo do Hayden ter se matado kkkkkkk Acho que a playlist na verdade são sobre a forma como o Hayden se sentiu durante toda a sua vida,como ele se enxergava,como ele achava que as pessoas viam ele até o momento chave do suicídio (foi a única explicação que eu encontrei hahahahhahahhaa)
    Beijos!!

    http://livreirocultural.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Com certeza Cláudio, a playlist leva mais para esse lado do que para a solução do enigma. Apesar disso, o livro é gostoso de ler.
      Bjos!

      Excluir
  3. Mulher fiquei com esse mesmo problema que você. Não consegui entender essa da play e também não foi a única coisa que fez com que eu não gostasse tanto assim da história. Sei lá, apesar de tudo não consegui me envolver com os personagens. Me conectar a eles. Sabe, não me senti interligada em total na história. Mas fico feliz que gostastes.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo. Acho q mais ou menos no meio do livro, quando Sam está saindo com Astrid, achei q ia ficar chato e eu ia me distanciar dos personagens, mas depois voltei a me interessar e até q gostei.
      Bjos!

      Excluir
  4. Decepcionei totalmente com esse livro!!!
    As músicas não achei muito a ver e a história também!
    Enfim, não se desenvolveu, enão passou aquela mensagem de "vamos parar com o bullying", "como seguir em frente e ser feliz" etc. e tal.
    A impressão que tive eé que o Sam está indo pelo mesmo caminho que o Hayden.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que pena Ana! Além do problema em relacionar a playlist com o enredo, eu achei bom. Mesmo que a questão do bullying não tenha sido muito explorada, eu preferi assim, tem muito livro q fala sobre isso.
      Bjos!

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!