quinta-feira, 27 de agosto de 2015

Encontrada [Resenha]


"Sofia está de volta ao século dezenove e mais que animada para começar a viver o seu final feliz ao lado de Ian Clarke. No entanto, em meio à loucura dos preparativos para o casamento, ela percebe que se tornar a sra. Clarke não vai ser tão simples quanto imaginava. As confusões encontram a garota antes mesmo de ela chegar ao altar - e uma tia intrometida que quer atrapalhar o relacionamento é apenas uma delas. Além disso, coisas estranhas estão acontecendo na vila. Ian parece estar enfrentando alguns problemas que prefere não dividir com a noiva. Decidida, Sofia fará o que estiver ao seu alcance para ajudar o homem que ama. Ela não está disposta a permitir  que nada nem ninguém atrapalhe seu futuro. Porém suas ações podem pôr tudo a perder, e Sofia descobre que a única pessoa capaz de destruir seus felizes para sempre é ela própria."

*** essa resenha contém spoilers, se você ainda não leu o primeiro livro (Perdida), recomendo que tenha  cuidado ***

Depois de passar pelas situações mais absurdas - e divertidas - em Perdida, Sofia decidiu viver no século 19, para onde conseguiu voltar no final daquele livro, e tentar se adaptar às tradições da época, tão estranhas para ela.

Mesmo se esforçando para não envergonhar Ian e sua irmã Elisa, Sofia às vezes não consegue agir como se espera que uma moça de bem se comporte, e isso lhe traz alguns problemas, como quando ela usa gírias que ninguém entende, ou trata os homens pelo primeiro nome, ao invés de usar Senhor. No fundo, Ian não liga para tudo isso, e até gosta do jeito de Sofia, mas ela se preocupa que a sociedade possa condená-lo por não se casar com uma dama.

Quando Sofia acredita que tudo está entrando nos eixos e ela finalmente vai conseguir ter o seu felizes para sempre, Ian começa a agir de forma estranha, como se estivesse escondendo algo dela. Se por um lado ela tenta de todas as formar descobrir o que o preocupa, por outro ela também acaba tendo que omitir alguns acontecimentos dele. Ela quer ser mais ativa, participar dos negócios da família, trabalhar, mas Ian não permite, já que nenhuma mulher da época fazia isso, apenas cuidava da casa e da família. Por causa dessa sua vontade de trabalhar, Sofia acaba criando, sem querer, um pequeno comércio, que lhe rende um bom dinheiro, mas ela não sabe como dizer isso para Ian.

Além desses conflitos, temos o aparecimento de uma tia de Ian, que se hospeda na casa sem a permissão de ninguém e não tem a intenção de ir embora. A mulher é intragável, e não aceita a forma como Sofia se comporta, por isso, não perde uma oportunidade de dizer a Ian que o casamento não dará certo e que ela não é uma dama.

Como não poderia deixar de ser, a saúde de Sofia também preocupa Ian constantemente; ele tem medo de que algo ruim lhe aconteça, e ela, estabanada que é, sempre sofre pequenos acidentes. Num desses momentos atrapalhados, ela acaba causando um pequeno acidente num jantar promovido por uma família muito importante, onde estão todas as pessoas da cidade. Claro que Ian a perdoa, mas as outras pessoas a julgam por isso.

O relacionamento dos dois está cada vez mais quente, e é muito legal acompanhar o desenvolvimento de Ian, como ele se comporta quando está com ela, e como ele a ama e respeita. Ele tenta entender todas as complicações de viver com uma mulher que veio de outro século, com uma bagagem de vida totalmente diferente daquela que têm ali, ao passo que ela, mesmo tentando se adaptar, cobra mais e mais compreensão dele, para que ela possa mudar algumas coisas nos costumes para se aproximarem mais da realidade dela.

Não quero dar muitos detalhes da estória para não carregar nos spoilers, mas acredito que dizer que eles se casaram não atrapalhe a leitura. E o segredo que Ian tenta esconder de Sofia a narrativa toda, revela-se muito importante para a estória, e só descobrimos do que se trata bem no finalzinho, durante uma cena muito engraçada, e que pode ser considerada uma quase vingança de Sofia.

Aos poucos o casal vai se ajustando e chegando a um meio termo, aceitando os modos de um e de outro e negociando o que eles acham que pode ser mudado. Isso é muito legal no livro, pois podemos conhecer um pouco do Brasil daquela época, e comparar com o mundo em que vivemos hoje. Alguns valores mudaram radicalmente, mas o amor entre os personagens é capaz de quebrar essas barreiras e unir os dois, independente do tempo em que viviam antes.

Como todos os livros da Carina Rissi, Encontrada também tem momentos muito divertidos, com tiradas inteligente e que tornam a leitura mais leve. Olhar para aquelas quase 500 páginas e tentar imaginar o que mais ela poderia contar dessa estória é um desafio, mas, acreditem, tem muito conteúdo ali, e nada foi escrito sem propósito, para encerrar um ciclo. A Carina construiu muito bem o enredo, e nenhum parágrafo poderia ficar de fora.

Quando conheci a Carina, disse para ela que tudo poderia ter terminado em Perdida, e ela não gostou disso. Claro que eu ainda não tinha lido Encontrada, e agora entendo porque ela disse que tinha que ter continuação sim. Não poderíamos ficar sem saber o que aconteceu com Sofia quando ela conseguiu voltar para o século 19, tampouco deixar de conhecer os novos personagens e as encrencas em que a protagonista se mete.

A leitura é tão envolvente, que, assim que terminei o livro, senti saudade dos personagens, e queria continuar lendo sobre a vida deles. É difícil se separar de um casal tão complicado e divertido como Ian e Sofia, pois eles combinam. A família que eles formam é tão bonita, que parece que fazemos parte dela.

Recomendo a leitura para quem gosta de romance, mais para divertido do que meloso, porém, bastante envolvente. A escrita da Carina Rissi é impecável, e tenho certeza que vocês vão gostar do livro tanto quanto eu. Aliás, preparem-se, vem aí a estória sob o ponto de vista de Ian Clarke!


Encontrada
Carina Rissi
editora Verus
476 páginas
nota do Skoob: 4.7
nota do blog: 4.9

Este post é válido para o Top Comentarista, participe!


Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen




8 comentários:

  1. Oi Jo,
    Não li Perdida e me senti meio deslocada com essa resenha haha. Fiquei feliz de saber que mesmo você achando que não necessitava de uma continuação ela realmente foi boa. Como amo romance, tanto meloso quanto divertido vou colocá-lo na listinha, principalmente porque o próximo contará com o ponto de vista dele <3
    Beijocas ^^

    ResponderExcluir
  2. Credo Jo, não acredito que vc disse isso pra Carina!!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
    eu ODEIO livros que terminam sem casório! Eu amo casamentos e acho que é aí que o relacionamento começa. Acredito no casamento, então quando o livro termina sem como o Perdida e o Procura-se um Marido, eu fico decepcionada!!
    Eu amei sua resenha, arrasou como sempre, e olha eu quero resenha-lo também mas tenho medo, porque amei tanto que não sei como colocar me palavras, rsrsrs
    Esse é o meu preferido da Carina!!!! Mas to achando que o novo ainda será melhor, vamos torcer!!
    bjoos

    ResponderExcluir
  3. Oi, Joana!
    Achei corajoso da parte da Sofia decidir largar sua vida em outro tempo para viver no século 19, Ian deve compensar e muito, hein?! Aliás, fiquei bastante curiosa para descobrir o que o Ian tanto esconde.
    Ainda não li nenhum livro da Carina mas gosto de histórias divertidas e leituras leves, e depois dessa sua resenha fiquei com mais vontade de ler essa série!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  4. acho impossível alguem ler os livro da Carina Rissi e nao se apaixonar por seus personagens,(principalmente pelo Ian) apesar de já ter lido os dois livros da serie sempre que vejo uma resenha deles corro pra ler e nao me decepciono com o resultado.

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Esse serie da Carina com certeza e uma das minhas preferidas, adoro os personagens e as encrencas que a sofia se mete esse para mim e o melhor livro da serie até agora e o final me deixou com o queixo caído e já estou doida para a continuação ainda mais adora que teremos o Ian como narrador !!

    ResponderExcluir
  6. Eu adoro os livros da Carina Rissi, acho tão gostoso e facil ler os livros..me sinto mto envolvida.
    Essa serie está mtooo boa, eu pelo menos gosto mto e qdo fiquei sabendo que tem o terceiro livro eu fiquei mais louca pra terminar de ler Encontrada.
    Acho lindas as capas e gostei demais da resenha, fiquei ainda mais ansiosa pra terminar de ler.

    ResponderExcluir
  7. Eu não li Perdida ainda, tenho o livro só que não tenho Encontrada e por isso quero esperar. Adorei a resenha e me senti mais ansiosa e motivada para ler.

    ResponderExcluir
  8. Oie
    Quando li Perdida nem esperei um segundo e já iniciei Encontrada logo em seguida,fui até as 3 da manhã lendo mas consegui chegar na metade do livro.A história é muito envolvente e essa tia do Ian,meu deus,que mulher arrogante e chata.Odiei ela.E as cenas continuam muito divertidíssimas e o final é muito fofo,eu adorei.Não é atoa que a Carina é uma das minhas escritoras favoritas.

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!