quarta-feira, 21 de outubro de 2015

Momento HQ - O coração delator

Olá leitores! Com a ausência temporária do nosso colaborador responsável pelas resenhas de quadrinhos, vou aparecer por aqui de vez em quando, com minhas impressões sobre HQs.

onde comprar: Farol Literário 

O Coração Delator é um monólogo dramático sobre o que é real ou imaginário. Sobre a sanidade a loucura. Loucura que parece acionada pela superstição do mau-olhado. A narrativa vai pontuando a trama até o despertar da maldade no personagem. O conto, publicado originalmente em 1843, foi baseado em um crime ocorrido em Massachusetts (EUA) em 1830 e em uma estória de Charles Dickens, de 1841.

Então Poe juntou essas duas referências e criou um dos contos mais impressionantes da história, onde o personagem principal, narrador da estória, vai entrando aos poucos numa paranoia impressionante, que o domina e o faz comenter um assassinato.

O protagonista inicia a narrativa explicando que não é louco, apenas tem os sentidos apurados, principalmente a audição, por ser uma pessoa muito nervosa, e que, se fosse realmente louco, jamais conseguiria cometer o crime perfeito.

Ele trabalha para um senhor muito rico, mas que tem um horrível olho azul pálido com uma película branca leitosa que o deixava incomodado. O olho parecia segui-lo e observá-lo onde quer que fosse, e ficar tão nervoso com o olho, ele decidiu matar o velho.




Como parte de seu plano, ele ia todas as noites até o quarto do velho, abria a porta lentamente, apenas o suficiente para que um feixe de luz de seu lampião alcancasse o olho maldito. Mesmo assim, ele não conseguia visualizar o olho, já que o velho estava dormindo, e por isso ele estava fechado. O homem acreditava que só conseguiria  matar seu patrão se visse o olho.

Na oitava noite, quando estava no quarto, o lampião fez um barulho muito alto, e o velho acordou sobressaltado, não conseguindo saber, em meio à escuridão, se tinha alguém ali. Assim, seu coração disparado começou a incomodar o homem, que o sufoca com o colchão e realiza seu sonho: matou o velho e acabou com o olho que o atormentava.




Porém, como nenhum crime é perfeito, sua consciência o traiu: assim como no momento do assassinato, ele passa a ouvir o coração do velho batendo forte, em seu corpo morto escondido sob o assoalho. E as batidas o incomodam tanto, que ele sente como se elas ficassem cada vez mais altas, a marcar o compasso do relógio. E é isso que acaba com seu plano infalível.

Além de ser uma das melhores estórias de Poe, com todo o clima sinistro que a envolve e a dicotomia entre a sanidade e a loucura, essa edição em quadrinhos está incrível. A adaptação feita por Benjamin Harper ficou muiton fiel ao original e as ilustrações de Dennis Calero não deixam a desejar. A arte está impressionante, e consegue transmitir ao leitor exatamente as sensações que Poe quis passar quando escreveu a estória.

Mais uma vez fiquei impressionada com o bom trabalho feito pela Farol Literário nessa HQ, assim como já tinha acontecido com Hamlet: a qualidade da publicação é excelente, com a capa que já destaca o olho do personagem, a lombada quadrada, e um acabamento de deixar qualquer colecionador de quadrinhos de boca aberta.




Se vocês ainda não conhecem os textos de Poe, essa é uma boa oportunidade para inicar nesse universo de terror que vem encantando leitores há muitos anos. E por se tratar de uma HQ, a leitura é facilitada, abrindo ainda mais as portas para o leitor de primeira viagem.

E para saber mais sobre essa e outras HQs da Farol, basta clicar aqui.


O coração delator
Edgar Alan Poe
editora Farol Literário (Facebook: FarolLiterario)
72 páginas
nota do Skoob: 4.7
nota do blog: 5
(livro cedido pela editora em parceria)


Este post é válido para o Top Comentarista, participe!



Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen


3 comentários:

  1. Nouuusssaaa bem intrigante e intensa hein?! Eu nem sei se sinto pena do velho, porque esse me olho me assusta também kkkkkkk não que eu fosse capaz de fazer algo assim. Mas cara quero saber em que sentido realmente ele mesmo se delatou. Fiquei me perguntando se ele se entregou.

    Inquietudes Secretas

    ResponderExcluir
  2. Que legaaaal!
    Li alguns contos do Poe e ameeei!!
    Em hq deve ser melhor ainda ;) com os desenhos, huuuum, deve dar um medãooooo!! kkkk
    vou procurar para comprar, porque os livros tenho medo kkk só algum conto mesmo que leio kkk
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Joana, Edgar Allan Poe conseguiu me conquistar com esta HQ. Não sou muito acostumado a este tipo de leitura, mas O Coração Delator me encantou com a divisão de real e imaginário, da sanidade e a loucura, como disse. Não poderei deixar de conferir esta maravilha.

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!