terça-feira, 24 de maio de 2016

No buraco [Resenha]



"Teo Zanquis está na praia, em Ipanema, falando consigo mesmo. E a história que ele conta é a sua própria, a de um guitarrista de uma banda de rock de um único sucesso nos anos 80, cujos discos só podem ser encontrados em sebos musicais do centro de São Paulo. A vida profissional e artística de Zanquis atingiu muito rápido seu apogeu para, em seguida, com a mesma rapidez, mergulhar no mais retumbante esquecimento. A história de Teo, narrada num tom confessional que praticamente embute o leitor na pele do personagem, acaba resvalando num curioso plot detetivesco de desfecho tão inesperado quanto brilhante, narrado com um humor ácido e contundente."

Mais uma estória fascinante de Tony Bellotto; aqui ele continua usando cenários do nosso dia a dia para criar uma narrativa leve e bastante divertida, carregada de ironias, reflexões e muito rock and roll. Ao retratar as desventuras de o guitarrista de uma banda que só teve um grande sucesso, ele quase cria seu alter-ego mal sucedido, que não conseguiu ser o rock star que queria ser.

Teo Zanquis começa a relembrar sua história, desde os primeiros momentos como guitarrista, até os piores fracassos alcançados por sua banda, e pior, as confusões em que ele se envolve pessoalmente, por se apaixonar por uma mulher misteriosa ou por participar de orgias sexuais regadas a muita droga e bebida. A narrativa intercala as lembranças de Teo com as coisas que ele vê (e ouve) na praia, onde ele está no momento presente. Ali, com a cabeça dentro de um buraco na areia (situação que dá nome ao livro), ele escuta pedaços de conversas de banhistas e reflete sobre o conteúdo delas, criando ganchos para que ele conte suas memórias.

O livro é cheio de passagens divertidas, com um humor ácido e inteligente, além de críticas a algumas convenções sociais que enfrentamos diariamente. Os personagens foram pensados e concebidos de forma brilhante, para que complementassem as histórias do protagonista, Teo. Além disso, o autor consegue criar cenários complexos e conturbados, mas que, ao ler, nos parecem bastante conhecidos, quase comuns. A trama principal, que é o envolvimento de Teo com a garota oriental que trabalha na loja de discos, tem o desfecho mais inesperado possível, e com certeza o leitor não conseguirá imaginar o plot final dessa estória.

A escrita do Tony é moderna, fluida e muito envolvente: enquanto faz um retrato irônico do cotidiano comum, ele aproveita para problematizar aquele sonho de ser uma grande estrela do rock, mostrando que essa vida não tem tanto glamour quanto imaginamos, e que o sucesso está próximo do fracasso. Muito mais do que podemos imaginar.


No buraco
Tony Bellotto
editora Cia. das Letras
256 páginas
nota no Skoob: 3.6
nota do blog: 4.0

Este post é válido para o Top Comentarista, participe!


Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen

5 comentários:

  1. Ainda não tive a oportunidade de ler nenhum livro do Tony, apesar de gostar muito do trabalho dele no Titãs pra te ser sincera ainda não tive curiosidade de ler nenhum de seus livros e infelizmente esse também não me despertou. Ainda assim deu pra perceber que a escrita dele é leve e divertida e vou procurar o que mais já foi lançado dele e quem sabe não me interesso por algum :)

    ResponderExcluir
  2. Oi Joana!
    Gostei bastante do enredo, gosto de livros com esse humor ácido e sacadas inteligentes, além lógico de ter uma leitura fluida. Se tiver oportunidade com certeza lerei a obra.
    Bjs

    ResponderExcluir
  3. Admito que não conhecia esse autor muito menos esse livro, mas já de cara achei a capa linda!
    Gosto muito de livros com esse tipo de humor e com críticas sociais, nos fazem refletir. Vou procurar saber mais sobre o autor. Adorei descobrir esse livro. Beijos :)

    ResponderExcluir
  4. Gostei da premissa do livro.
    Isso é o que acontece com muitas bandas e cantores hoje em dia, fazem um sucesso e somem.
    Acho que leria esse livro, só pra dar umas risadas!

    ResponderExcluir
  5. Oi Joana, eu ainda não conhecia esse livro mas já fiquei interessada. Gostei bastante da sinopse e adorei saber que o livro possui bastante humor e críticas sociais (o meu tipo de livro *-*). Espero poder ler em breve, beijo!

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!