terça-feira, 17 de maio de 2016

O vilarejo [Resenha]

onde comprar: Amazon//Fnac//Saraiva 


"Em 1589, o padre e demonologista Peter Binsfeld fez a ligação de cada um dos pecados capitais a um demônio, supostamente responsável por invocar o mal nas pessoas, É a partir daí que Raphael Montes cria sete histórias situadas em um vilarejo isolado, apresentando a lenta degradação dos moradores do lugar, e pouco a pouco o próprio vilarejo vai sendo dizimado, maculado pela neve e pela fome. As histórias podem ser lidas em qualquer ordem, sem prejuízo de sua compreensão, mas se relacionam de maneira complexa, de modo que ao término da leitura as narrativas convergem para uma única e surpreendente conclusão."

Sete contos curtos, que narram a história de um estranho vilarejo perdido em algum lugar não especificado, recebe a visita de uma entidade demoníaca, que faz com que uma maldição passe a vigorar no local. A partir daí, os sete pecados influenciam os acontecimentos, e cada conto do livro recebe o nome de um demônio ao qual o respectivo pecado é atribuído.

Segundo o prefácio do livro, os contos podem ser lidos em qualquer ordem, mas não é bem assim: por exemplo, se o leitor optar por ler o último capítulo antes dos outros, vai estragar totalmente a surpresa final, o momento mais assustador de toda a leitura. Os contos possuem uma ligação tênue entre si, e a cada estória o leitor vai sendo conduzido para o ápice da trama, na última página.

Os contos são curtos, de leitura rápida e com uma linguagem simples, que facilita a compreensão. O autor consegue manter a atmosfera de mistério em cada estória, com personagens sinistros e muitas vezes até cruéis, mas na medida certa para sua construção. A narrativa é fluida e inteligente, e como o livro tem apenas noventa páginas pequenas estórias, o leitor se vê envolvido e curioso para descobrir o desfecho de todos os mistérios.

Essa foi a primeira vez que li Raphael Montes, e tinha altas expectativas, por causa das boas críticas que ele recebeu, e fiquei bastante satisfeita. Além da narrativa forte, a criação de personagens assustadores e os cenários dignos de um bom filme de terror, o projeto gráfico impressiona, por ser bastante diferente dos livros que estão sempre entre os mais vendidos, cheio de fotos com imagens macabras e páginas meio escurecidas, que ajudam a da o tom de horror à leitura.

Super recomendado para leitores que curtem suspense, e para aqueles que precisam dar uma chance para autores nacionais.


O vilarejo
Raphael Montes
editora Suma de Letras
96 páginas
nota no Skoob: 4.3
nota do blog: 4.0


Este post é válido para o Top Comentarista, participe!


Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen

6 comentários:

  1. Oi Joana, fico muito feliz por um autor nacional receber criticas tão boas, não é a primeira vez que vejo elogios a esse livro. Infelizmente esse tipo de história não me atrai, suspense com terror não é a minha "praia", mas acho que pra quem curte o livro deve ser uma boa pedida e o fato de ser curtinho facilita a leitura :)

    ResponderExcluir
  2. Olá!
    Já tinha visto algumas resenhas desse livro, e muitas críticas positivas. Nunca li nada do gênero, na verdade, fico evitando ler algo por não ser tão minha praia... Mas acho que essa é uma ótima opção para começar a ler algo de terror/suspense, ainda mais sendo de um autor nacional e um livro bem curtinho!

    Abraços,
    Yaya

    ResponderExcluir
  3. Oi Joana!
    Já conhecia o livro e o autor, apesar de nunca ter lido nada dele. Achei ideia criativa, e gostei da dica de ler os contos em ordem apesar do que dizem dela não ser necessária. Se tiver a oportunidade com certeza darei uma chance a esses contos.
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. Oi, Joana! Li um livro desse autor que foi Dias perfeitos e fiquei completamente fascinada por ele. E ainda saber que ele era um autor nacional, me fez ficar encantada por ele. Só vejo resenhas positivas dos seus livros e pretendo ler todos. Esse em especial me parece ser uma leitura bem rápida por ser de contos. Confesso que tenho um pouco de medo de terror mas pelo autor eu arrisco ler porque eu provavelmente irei amar. Ótima resenha!

    ResponderExcluir
  5. Só 90 páginas? Que pouquinho! Mas parece ser um livro ótimo, já ouvi diversos comentários positos sobre ele.
    Espero gostar tanto quanto você.

    ResponderExcluir
  6. Eu já tinha visto esse livro antes e sempre achei a premissa dele bem interessante. Além de achar muito genial o autor relacionar cada conto e os acontecimentos com cada um dos pecados capitais. Gostei bastante da resenha e acho que vou dar uma chance a esse livro, beijo!

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!