domingo, 17 de julho de 2016

Arquivo Serial: Bates Motel






































Trazer a história de um dos maiores filmes de todos os tempos para uma série não é tarefa fácil, porém, com a mistura de muito suspense e ótimas atuações, Bates Motel conseguiu não apenas atrair os fãs da original história dos anos 60, mas também fez uma legião de novos adoradores da família Bates.

A boys best friend is his mother.


O seriado conta a história de Norma Bates que, depois da trágica morte de seu marido, compra um motel na beira da estrada de uma pequena cidade do interior e decide recomeçar a vida junto com seu filho, Norman Bates. Ali, em White Pine Bay foi onde o assassino em série de Psicose (1960, dirigido por Alfred Hitchcock), cresce e se torna um dos mais adorados criminosos do cinema.

Bates Motel começa estremecendo os mais céticos do cinema. A primeira temporada vem com suspenses de tirar o fôlego e revelações que te fazem passar horas e horas a fim de esfaquear a curiosidade. A atuação de Freddie Highmore (A Fantástica Fábrica de Chocolates) como Norman Bates e Vera Farmiga (Invocação do Mal) como Sra. Bates são um show a parte. É possível ver características marcantes que remetem diretamente ao filme dirigido por Hitchcock.

Why do crazy people keeps gravitating towards me


Destaque para o sensacional cenário, que está muito parecido com o original. Em cenas durante a noite, ou mesmo quando uma tomada mostra o motel com a casa de fundo, a fotografia usa uma paleta de sombras que te carrega para o original em preto e branco.

Porém, depois da primeira temporada, o seriado passa por um momento onde o roteiro e a montagem não conseguem dar uma sequência lógica. Personagens são introduzidos de qualquer maneira e passam a ter importante participação sem nenhuma menção anterior. Os diretores conseguem amarrar todas as pontas do plot, mas a impressão é que surgem problemas sem sentido que não fazem diferença além de estender a produção.

No one's ever going to help us, Norman. No one's ever helped us.


Mesmo assim é difícil de deixar de assistir e ver o progresso dos protagonistas, cada um com sua mentalidade doentia. O elenco carrega uma carga dramática e ao mesmo tempo cativante. Cada um com seu incompreensivo passado e segredos que são revelados com o passar dos episódios.

Entre altos e baixos, a série entrega um ótimo nível de entretenimento e mistério. Ver a evolução de Norman Bates é uma experiência e tanto, não só para os antigos fãs, mas para os jovens que não têm qualquer ligação emocional com Psicose. Inclusive, atrair novos olhares foi o que fez a série escolher os dias atuais para evolução e não a década de 60. Um grande erro na opinião dos radicais fãs, que não conseguem assimilar a história de um vilão antigo contada na atualidade.

Norman, you know what you have to do.

Bates Motel está em sua quarta temporada com contrato assinado para a quinta em 2017, e há boatos de que poderá ser a última fase do seriado. Confira o trailer de Bates Motel e não espere um dia comum em White Pine Bay.





Este post é válido para o Comentarista Premiado, participe!



João Oliveira, jornalista, aficionado por quadrinhos, livros e cinema. Mochileiro em busca de sua próxima aventura.
@oliveira_jh

4 comentários:

  1. Oi, João!
    Eu ainda não vi a serie, mas está no meus planos. Psicose é um dos filmes do meu coração. rs
    Beijo

    Canastra Literária | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  2. Já vi muitas pessoas falando bem dessa série, mas tenho medo, parece ser bem louco e cheios dos mistérios e paranauês sobrenaturais kkkkkk
    bjs

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!