sábado, 9 de julho de 2016

Momento HQ - O Monstro do Pântano, Nunca Confie em John Constantine

Sejam bem vindos novamente, caros leitores. Depois de pouco mais de um ano, estamos voltando com a sua dose semanal de artes narrativas sequenciais divididas por quadros. Peço desculpas pela ausência, porém, como todo herói de quadrinhos, o retorno é sempre surpreendente (clichê, mas sempre surpreendente).

Bom, confesso que pouco li nesse ano que passei estudando, então a primeira resenha após o retorno será um clássico de grande valia, mas esquecido pela maioria: O Monstro do Pântano. Criado por Bernie Wrightson e len Wein há quase 50 anos, produzida pela DC Comics desde então e imortalizado por Allan Moore. Posso garantir que essa não será a única resenha sobre o Verdão, então vamos começar pelos Novos 52 - Nunca Confie em John Constantine.

Alec Holland é um extraordinário cientista botânico perto de se tornar o mais respeitado profissional da área devido a pesquisas e descobertas sobre a possível transformação de desertos em florestas. Junto com sua esposa, algum experimento - assim ele imagina - sai do controle em seu laboratório e uma explosão mata os dois, porém, a força do Verde traz o Dr. Holland de volta a vida como o avatar que manterá o equilíbrio da flora no planeta.


Nunca Confie em John Constantine é o primeiro quadrinho após o reboot dos novos 52 e traz a saga do Monstro e seus dilemas pessoais confrontados com o dever de manter a paz e a estabilidade da natureza. Momentos em que é necessário tirar vidas, ou destruir o que mantém uma aldeia longe da miséria, apenas porque não é natural a origem daqueles alimentos.

Depois de se transformar em um semideus do meio ambiente, o impasse imposto pelo subconsciente talvez seja seu maior conflito, até quando a mente do, uma vez humano, Dr. Alec Holland, ainda terá espaço junto com o avatar Monstro do Pântano?

Na revista, o encontro com John Constantine é o ápice da história. Depois de sentir que algo está errado com o Verde, que alguém está sugando sua energia, o Monstro do Pântano viaja até a Escócia, onde encontra o mago inglês em uma pequena cidade. Ali eles enfrentarão ameaças que fazem o problema da União Europeia parecer brincadeira de criança. Além do mais, desde a Liga da Justiça Dark que a junção entre os dois sempre renderam grandes aventuras.

Confesso que não é fácil de ler as histórias do Monstro do Pântano, mas vale cada segundo que passamos com o quadrinhos nas mãos. Apenas lembrem-se, o Verde está em todo lugar, e aquele que ousar ignorá-lo, será cobrado. Agora levantem-se desse computador e águem as plantas.



Este post é válido para o Comentarista Premiado, participe!



João Oliveira, jornalista, aficionado por quadrinhos, livros e cinema. Mochileiro em busca de sua próxima aventura.
@oliveira_jh

2 comentários:

  1. Gostei, parece ser bem divertido e tenho curiosidades sobre monstros do pântano kkkkkkk
    Anotado a dica aqui. =)
    bjs

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!