domingo, 14 de agosto de 2016

Arquivo Serial: How to Get Away with Murder



Preparem-se, caçadores da lei. Estamos entrando em um ambiente hostil e impiedoso. Um local onde a deslealdade percorre sem pudores ao encontro de quem precisa de um abraço gélido de esperança. Que as acusações sejam feitas, não importa quem está certo ou errado, somos todos inocentes, até que se prove o contrário.

How To Get Away With Murder - além de ser um título longo demais para escrever - traz uma abordagem nova ao conceito das séries. Uma visão singular de como a lei é aplicada independente da índole do réu e como usar os mais ousados artifícios legais à próprio favor. Em poucas palavras, cinco estudantes de direito são convidados para estagiar com um de seus professores, uma das maiores defensoras criminais do país.
Existe muitos aspectos que te fazem lembrar de um certo seriado médico. Um excelente profissional que nem sempre age com ética, mas sempre consegue o que precisa para o momento, ajudado por brilhantes novatos que são muito mais do que meros coadjuvantes. A partir de certo ponto, os dilemas individuais passam a ser mais interessantes do que o tema proposto.

Uma receita que rendeu oito temporadas e milhões de fãs à House, não poderia ter resultado diferente se empregada com sabedoria e na dosagem correta, o que ocorre em How To Get Away With Murder.

Nossa protagonista, Annalise Keating (Viola Davis), além de advogada criminalista de defesa, é uma professora universitária e isso dá margem para o maior atrativo da primeira temporada. Enquanto Annalise leciona sobre os métodos e processos criminais para seus estudantes, nós – enquanto espectadores - assistimos à mesma aula. Nesse momento, mesmo que indiretamente, a quarta parede é quebrada e temos a impressão de que a professora está falando conosco enquanto tomamos nossas próprias notas mentais.

Além da alta carga de suspense que a série injeta em nossas veias, a fantástica atuação de Viola Davis no papel principal traz cenas dramáticas que podem te levar às lágrimas sem o forçado e corriqueiro clichê.

Eu destacaria também o papel interpretado por Jack Falahee como Connor Walsh, um dos estudantes. Connor não deveria, mas consegue roubar a cena dentre os coadjuvantes. O que nos leva ao ponto negativo da série. Apesar dos excelentes plots e atuações, eu, particularmente, tenho problemas com algumas motivações que servem de base para a trama. O desenvolvimento dos personagens poderia ser melhor explorado, mas com apenas 15 episódios, esse trabalho ficou para a segunda temporada em diante. Enfim, nada que tire o brilho do seriado.

Criado por Peter Nowalk, How to Get Away with Murder já tem seu lugar como uma das melhores séries dos últimos anos. Para os fãs, resta aguardar até o final de setembro, quando a terceira temporada estreará nos Estados Unidos.

Chamem suas testemunhas de confiança, preparem uma apelação e sempre tenham bons álibis. A suprema corte é um local sombrio, onde vencer ou perder não depende de estar certo ou errado.

JOÃO OLIVEIRA




Este post é válido para o Comentarista Premiado, participe!



João Oliveira, jornalista, aficionado por quadrinhos, livros e cinema. Mochileiro em busca de sua próxima aventura.
@oliveira_jh

6 comentários:

  1. Oi João.
    Eu vi a primeira temporada de How to Get Away with Murder (é realmente um nome enorme) e adorei!
    A Annalise Keating é fantástica como professora e como advogada! Ela tem umas sacadas geniais e fico até com dó de quem é o seu "adversário". Ela realmente não liga para os métodos usados, desde que consiga um resultado satisfatório para o seu cliente (seja ele inocente ou não).
    Quanto aos alunos/assistentes, espero que a personalidades deles sejam melhor desenvolvidas nas próximas temporadas. O Wes parece receber bastante atenção.
    Adorei o post!

    ResponderExcluir
  2. Ainda não conhecia, mas gostei muito do texto, deu pra ver que os personagens são muito bem trabalhados, com personalidade e desenvolvimento potentes.
    Além de ter uma trama misteriosa e envolvente.
    To precisando assistir coisas novas, boa dica! Obrigado!
    bjsss

    ResponderExcluir
  3. Oi!
    Faz um tempo que estou de olha nessa serie e assim que tiver tempo quero assistir, gostei muito da ideia da trama e prevejo muitas armações, também estou doida para ver a Viola Davis atuando, pois vejo muitos comentários positivos sobre essa atriz !!

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!