quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Talvez um dia [Resenha]

onde comprar: Americanas//Saraiva//Amazon

"Sydney acabou de completar 22 anos e já fez algo inédito em sua vida: socou a cara da ex-melhor amiga. Até hoje, ela não podia reclamar da vida; tinha um namorado atencioso e a melhor amiga, com quem dividia o apartamento, até que Sydney descobriu que essas duas pessoas se pegavam quando ela não estava por perto. Depois do merecido soco, Sydney encontra abrigo na casa de Ridge, um músico cujo talento ela vinha admirando há um tempo. Juntos, os dois descobrem um entrosamento fora do comum para compor, e uma atração que só cresce com o tempo. O problema é que Ridge tem uma namorada, e a última coisa que Sydney precisa agora é se transformar numa traidora e repetir o erro daquela que já foi sua melhor amiga."

Mais uma estória emocionante de Colleen Hoover. Ela conseguiu dessa vez misturar música e paixão, decepção e sofrimento, desejo e esperança, numa narrativa terna e envolvente. Sydney está na faculdade e divide o apartamento com uma amiga, em quem ela confia cegamente, e também tem um namorado lindo e atencioso, mas que eventualmente age como se ela fosse propriedade dele para o resto da vida. 

Quando não está nas aulas ou trabalhando na biblioteca da faculdade, Sydney passa algum tempo na varanda, de onde pode ouvir uma música vinda do apartamento em frente. Ela descobre que o violão é tocado por um garoto lindo, que tem muito talento. Ela acredita que ele nunca a viu, e que curte sua música secretamente, mas isso não é verdade. Certo dia, Ridge percebe que a garota está cantando junto com uma de suas melodias, e faz contato com ela usando uma folha de papel para lhe pedir o número de seu celular. Sydney, mesmo desconfiada, cede, e eles passam a trocar mensagens, nas quais ela lhe apresenta a letra que criou para sua música.

Mas tudo se complica quando Ridge descobre que o namorado de Sydney a trai com a amiga, e ele não sabe como dizer para ela, afinal, mal se conhecem e só se falaram algumas vezes por mensagens de texto. Infelizmente, na noite de seu aniversário de 22 anos, Sydney descobre que está sendo traída, e sai de casa. Sem ter para onde ir, Ridge a acolhe, e é a partir daí que a trama fica tensa (e romântica).

Morando sob o mesmo teto, eles passam a fazer música juntos; Ridge toca o violão e Sydney escreve as letras. Mas a proximidade dos dois acaba despertando neles uma atração muito forte, que só aumenta a cada vez que eles trabalham em alguma canção. Como nada na vida - e nos livros da Colleen - é tão simples, Ridge tem uma namorada há alguns anos, por quem é bastante apaixonado, e Sydney sente que ainda não está pronta para começar um novo relacionamento, até que se recupere da traição do ex.

Então temos Ridge, totalmente comprometido com Maggie, que é uma fofa, e Sydney, que não quer se tornar igual a ex-amiga e ser uma traidora. Mas a ligação entre ela e Ridge é muito forte, e ambos têm consciência disso, ao mesmo tempo em que sabem que não podem ficar juntos, exatamente por se sentirem mal com a situação. Ele não pretende abandonar a namorada, e ela não quer ser a responsável por destruir o relacionamento.

Há muito sofrimento e choro, e tanto Sydney quanto Ridge sentem o peso do que estão sentindo um pelo outro, enquanto sabem que nunca poderão ter nada. O leitor não sabe se torce para que eles fiquem juntos e Maggie saia de cena, ou se aceitam que Sydney deve seguir a vida e esquecer que  um dia conheceu alguém tão incrível quanto Ridge.

Como não poderia deixar de ser, a autora judia dos sentimentos do leitor, e é impossível parar de ler antes do desfecho da estória. A cada página acompanhamos as dúvidas e o desejo dos protagonistas, e não dá para ter a mínima ideia do que vai acontecer. E ainda que isso fosse possível, não dá para tomar partido de nenhum dos personagens, sabendo que qualquer que seja a decisão deles, alguém sairá muito ferido.

Essa é Colleen Hoover: a autora que destrói o coração do leitor e dos personagens ao mesmo tempo. Sua narrativa é tão fluída e envolvente, que é fácil se sentir intimo de Sydney e Ridge. E eles são tão reais, que se tornam quase palpáveis. Ela tem o dom de fazer o leitor sentir o que os personagens sentem, e é por isso que gosto tanto dela. Mesmo sabendo que suas estórias têm uma receita que é sempre seguida, e que ao começar a leitura já da para saber que vai ter muito sofrimento, seus livros são viciantes.

Também temos os personagens secundários fazendo parte da narrativa de forma consistente, sendo eles responsáveis por alguns dos momentos mais divertidos do livro, e também aparecendo como um apoio importante para que os protagonistas se desenvolvam. A narrativa é muito bem ambientada, e, ainda que ela se passe quase o tempo todo dentro de um apartamento, os cenários são bem autênticos. Não há grandes reviravoltas na trama, mas ela é bem amarrada e, após as revelações necessárias para definir o rumo que segue cada personagem, chegamos ao final que, talvez pareça clichê, talvez se aproxime de um conto de fadas, mas que certamente encanta o leitor que acompanha toda a trajetória dos personagens.

O livro é cheio de momentos fofos, e é possível ouvir as músicas criadas por Sydney e Ridge: a autora convidou o músico Griffin Peterson para criar com ela as canções, e as disponibilizou num site, para que sejam ouvidas durante a leitura, e insira o leitor ainda mais dentro da estória.

Super recomendado para leitores que curtem new adult, cheio de amor, sofrimento e um final feliz. Se você ainda não conhece nada da autora, pode perfeitamente começar por Talvez um dia, e entender o que a Colleen tem.


Talvez um dia
Colleen Hoover
editora Galera Record
368 páginas
nota no Skoob: 4.6
nota do blog: 5.0




Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen


Um comentário:

  1. Sidney passa por uma situação chata e muito triste, mas que pode proporcionar a ela uma amizade com seu vizinho!! Ambos gostam de música e eles se entrosam muito bem!! Será que vai surgir algo além da amizade? Quero saber!!

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!