terça-feira, 27 de setembro de 2016

The originals - Ascensão [Resenha]

onde comprar: Livraria Cultura//Extra//Amazon

"Desde que Elijah, Rebekah e Klaus Mikaelson aportaram em New Orleans, a noite já não é mais a mesma; eles acreditam ter encontrado ali um refúgio, mas a cidade está prestes a sofrer grandes transformações em seu cenário sobrenatural. O casamento entre uma bruxa e um lobisomem promete por fim a uma guerra sangrenta. Mas a bruxa em questão, Vivianne Lescheres acaba se envolvendo com Klaus, que não medirá esforços para manter esse romance, ainda que tenha que derramar muito sangue. Enquanto isso, Elijah procura por uma residência onde possam viver, e Rebekah tenta seduzir um capitão do exército de New Orleans para ajudar na defesa da família, mas acaba se apaixonando por sua vítima, e esse amor pode por tudo a perder. Nessa luta por segurança e amor, os Originais deverão unir forçar para não despertar a ira de uma rivalidade milenar."

A série Os originais surgiu como um spin off de Vampire diaries e deu muito certo: todos os fãs dos Salvatore adotaram os Mikaelsons como seus queridinhos, mesmo após eles saírem de Mystic Falls e migrarem para New Orleans e enfrentarem seus próprios conflitos.

Os irmãos Klaus, Rebekah e Elijah foram transformados em vampiros por sua mãe, que era bruxa, e não queria que seus filhos morressem. Isso acabou se tornando uma maldição, já que o Mikael, o pai, não os aceitava como as aberrações em que haviam se transformado, e fez de seu objetivo de vida destruir os próprios filhos, caçando-os incansavelmente através dos séculos e pelo mundo todo.

Além de vampiro, Klaus também descende de um lobo, por isso, acabou se tornando um hibrido, que é muito mais forte que um vampiro comum, e isso o ajudou a se defender da ira do pai e proteger seus irmãos. Eles fizeram uma promessa de ficarem juntos sempre e para sempre, um juramento lindo de se fazer, mas que traz inúmeros problemas para eles. Mas isso ainda não está nesse livro.

Aqui conhecemos o início da passagem dos Mikaelsons por New Orleans, desde o momento em que eles chegaram à cidade até conseguirem fazer seus primeiros inimigos mortais e começar uma guerra com seres sobrenaturais que querem expulsá-los do lugar. A trégua que existe entre bruxos e lobisomens fica ameaçada quando Klaus se apaixona pela jovem Vivianne, a herdeira dos bruxos que vai se casar com um lobisomem para manter reafirmar o acordo entre os clãs.

Por ser proibida para Klaus, Vivianne se torna sua obsessão, e ele não vai desistir enquanto não conquistá-la e tirá-la das garras dos lobisomens, que parecem apenas querer usá-la. É por causa de suas atitudes impensadas que os Mikaelsons podem correr perigo novamente, e talvez, serem obrigados a deixar a cidade.

Enquanto isso, Rebekah começa a por em prática o plano dos irmãos para conquistar seu lugar em New Orleans; ela precisa conquistar o capitão do exército local para que ele os proteja contra os clãs rivais. O único problema é que a moça acaba gostando de Eric mais do que deveria, se encantando com sua inocência e sua doçura, o que pode por o plano todo a perder.

Elijah, por sua vez, tenta a todo custo encontrar um bom lugar para a família morar, onde possam ficar protegidos das bruxas e dos lobisomens, e onde seu pai não os encontre por um bom tempo. Tudo o que eles desejam é viver tranquilamente - na medida do possível para um vampiro -, mas, infelizmente, usam dos piores artifícios para conseguir isso, e nem sempre dá certo.

As táticas usadas pelos irmãos para tentar ficar em paz sempre acaba atraindo mais confusão e inimigos, e aqui não poderia ser diferente. Klaus está apaixonado, e perde um pouco o discernimento, forçando Elijah a tomar as rédeas da situação e tentar protegê-los. Ele também não pode contar com Rebekah, que decide se afastar para viver sua paixão por Eric. Esse distância entre eles pode causar o fim da família Mikaelson.

O livro não tem surpresas, e os personagens já são bem conhecidos por quem assiste a série, mas facilmente compreensíveis para quem nunca os viu antes. No início há uma rápida explicação do perfil de cada um, e não ter assistido Os originais não atrapalha o desenvolvimento da leitura. Klaus é muito genioso e nunca tem medo de nada. Está sempre lutando pelo que quer, ainda que tenha que matar muitas pessoas pelo caminho. Elijah é o pacificador, quase um contraponto ao temperamento de Klaus, mas que sabe usar a violência quando necessário. E Rebekah é uma linda vampira sonhadora, que quer encontrar um amor e ser feliz para sempre, mas que esconde por trás de sua carinha de inocente uma força imensa.

A narrativa é bem desenvolvida, e mesmo tendo um final que encerra a disputa momentânea por território, a estória fica em aberto para próximos livros. E certamente os fãs querem que a série se estenda por muito tempo, assim como sua versão televisiva.

Indico a leitura para quem gosta de sobrenatural, violência e muito sangue, principalmente para as leitoras adolescentes, que vão se encantar pelo charme de Niklaus Mikaelson.


The originals - a ascensão
Julie Plec
editora Galera Record
224 páginas
nota no Skoob: 4.0
nota do blog: 3.8





Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!