sábado, 15 de outubro de 2016

Fala, Rafa! - pro-fes-sor (do latim professor, -oris): aquele que ensina



Hoje eu acordei e, ao tomar um banho, tomei um choque na pelinha do meu dedo logo quando abri o chuveiro, de cara saquei, algum fio está desencapado. Aprendi isso com algum PROFESSOR DE FÍSICA.

Escolhi um pão não muito queimada e quentinho para a minha primeira refeição do dia, depois pensei em comer uma barra de chocolate branco (meu preferido), mas lembrei que algum PROFESSOR DE BIOLOGIA me disse que glicose em excesso não é saudável e o café da manhã tem que ser algo do tipo alguma gruta acompanhado de alguns outros alimentos mais ricos em proteínas e vitaminas.

Corri tanto para pegar o ônibus que com certeza meus batimentos cardíacos por minuto era mais que 80, ainda considerando o normal para alguém que praticou alguma atividade que exigiu esforço físico, aposto isso, pelo menos foi o que eu entendi de alguma aula que tive com algum PROFESSOR DE EDUCAÇÃO FÍSICA. (Após chegar a tempo, só desejei um copo de água em estado líquido com quadradinhos de moléculas em estado sólido lá dentro, água+gelo=combinação perfeita, devo um valor imenso para alguma PROFESSORA DE QUÍMICA que passou na minha sala de aula). Ufa!!!

Dei 5 reais pro motorista do ônibus, a passagem é R$ 3,60, logo meu troco deveria ser R$ 1,40 e recebi apenas R$ 1,30, mas claro, alertei o motorista, não foi a toa que deixei de dormir na aula do PROFESSOR DE MATEMÁTICA quando ele estava ensinando subtração. Lá dentro finalmente, reparei que as pessoas eram brancas, negras, pardas, e com diferentes sotaques, acho que isso diz respeito a colonização, lembro bem que aqui no Brasil tudo que era índio teve que ter contato com portugueses cara de pão (essa parte do pão não foi a PROFESSORA DE HISTÓRIA quem falou), daí também tem a questão da imigração e migração, um tal de vai pra nascer e fica pra morrer que também pode ser a causa dessa miscigenação toda. Adoro essa palavras MIS-CI-GE-NA-ÇÃO, quem é PROFESSOR DE GEOGRAFIA gosta de repeti-la várias vezes.

Bom, é tudo muito detalhado se parar para pensar, veja bem, algum PROFESSOR DE SOCIOLOGIA e algum outro PROFESSOR DE FILOSOFIA me fizeram analisar que, eu ando de ônibus (e pago para isso), já a sociedade anda de revolução (chega em qual lugar quiser e nem usa dinheiro para isso), e o tal titio Karl Marx concorda comigo (ou eu com ele), pois em uma frase já escreveu "As revoluções são a locomotiva da história", achei belo, com sentido.

Para dar o sinal que eu precisava descer, apertei o botão de cor laranja e em seguida me lembrei que alguma PROFESSORA DE ARTE me disse que o  laranja é uma cor secundária. Ai que alívio, finalmente, cheguei ao ponto que eu queria, no lugar que eu precisava, NA ESCOLA, e agora ficarei desprovida de presença, ou sem o eufemismo que alguma PROFESSORA DE PORTUGUÊS me ensinou. Agora estou indo embora, e como alguma PROFESSORA DE INGLÊS me ensinou, preciso dizer para você que está lendo "bye bye", ainda preciso estudar, segundo o que os PROFESSORES me contaram, a gente não deve nunca parar de aprender, e se você leciona e leu até aqui o meu texto, te desejo prosperidade e um feliz dia.




Este post é válido para o Comentarista Premiado, participe!


Rafa Peres, resenhista e crônista, mantém o blog Minha Versão das Coisas, onde publica todos os seus textos.
Twitter: @Raafaperes

6 comentários:

  1. Rafa!
    Seu texto só nos mostra o quanto os PROFESSORES são importantes em nossa vida e durante todos os períodos, porque estamos sempre aprendendo com alguém ou com algum professor.
    Parabéns aos mestres com carinho!
    “Prefiro os erros do entusiasmo à indiferença da sabedoria.” (Anatole France)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de OUTUBRO com 3 livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  2. Professor está acima de qualquer profissão... pois ele que ensina as pessoas antes de se tornar um profissional.
    Tenho muito orgulho dos meus antigos professores. Ainda mantenho contato e o Colégio é perto da minha casa. Tenho orgulho de cada um.

    ResponderExcluir
  3. Rafa, parabéns, que incrível,c omo sempre!!
    AMEEEEI seu texto!!
    sabe que quase fui professora? Pois é! Mas quando cheguei na facul vi que não tinha o dom e parei kkkkkk
    Amei, linda profissão, respeitemos sempre que nos ensinou a ler, o que tem de melhor na vida kkk
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu tbm passei por isso Ana, me formei em Letras, mas não tenho vocação pra lecionar.
      Bjos!

      22

      Excluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!