quarta-feira, 11 de janeiro de 2017

Monalisa desenhando a morte [Resenha]

onde comprar: Arwen

"Após viver em vários lugares do mundo e fixar raízes em Chicago, nos Estados Unidos, a jovem Monalisa, funcionária de uma galeria de artes e aspirante a artista, pretende ingressar na Universidade de Califórnia para se livrar de sua mãe, com quem tem um relacionamento bastante conturbado. Porém, nem tudo acontece como ela planeja. Na noite tempestuosa de seu décimo oitavo aniversário, o destino resolve testar todos os seus limites, direcionando-a a um caminho completamente aterrorizante, que coloca sua vida e a de quem ama em perigo."

Nesse livro encontramos uma adolescente meio rebelde, que, do dia para a noite, se vê portadora de um dom muito peculiar: os desenhos que faz na parede de seu quarto ganham vida. Na noite do seu aniversário de 18 anos, Monalisa, ou simplesmente Lisa, como a mãe gosta de chamar, vê seu namorado beijando outra garota, sai correndo para a rua e acaba sofrendo um acidente: um raio a atinge e ela passa muito tempo no hospital, desacordada. Quando se recupera e vai para casa, percebe que quando desenha qualquer paisagem na parede, o desenho se torna um portal para aquele lugar.

Lisa acha estranho, mas, como é muito curiosa, acaba testando diversos lugares diferentes, desenhando-os na parede e indo para eles ao entrar no desenho. Nesses lugares ela tem muito poder, e consegue realizar alguns de seus desejos. E é assim que seus problemas começam.

Pelo título do livro pensei que a história seria sobre uma menina que prevê mortes através de seus desenhos, mas não é exatamente isso que acontece: algumas pessoas morrem porque Lisa deseja, outras acabam simplesmente acontecendo por causa da presença dela, que, depois do acidente, parece estar sendo um catalisador para tragédias e desastres. Os desenhos apenas têm o poder de transportá-la para o lugar que ela retrata.

Monalisa mora com a mãe e a irmã mais velha em Chicago, e tem um namorado. Todos eles acabam sofrendo as consequências do novo poder de Lisa, e até seu pai, que ela não vê desde pequena e que mora na Itália, acaba sofrendo com a maldição.

O livro é bem ambientado, e a relação entre as personagens é bem estruturada. Mas o começo da narrativa é meio lento, e a construção da trama demora um pouco para se desenvolver. Depois, tudo vai acontecendo rapidamente, morte em cima de morte, até que chegamos ao final surpreendente. A leitura é fluída e, como os capítulos são bem curtos, é fácil avançar e passar pela parte mais lenta da história. Assim que os acontecimentos vão evoluindo, a narrativa envolve o leitor, e dá até uma angústia ao esperar o final para descobrir o que vai acontecer com a pobre Monalisa, depois de tantas mortes ao seu redor.

O projeto gráfico da Arwen é ponto de destaque nesse livro: entre cada capítulo há uma página desenha, em branco e preto, replicando a arte da capa, e ficou lindo. A diagramação está boa e isso ajuda na leitura. Além disso, a própria capa chama a atenção por mostrar uma imagem urbana em tons escuros, sendo desenhada pela protagonista.

Mesmo parecendo um pouquinho truncada no início, essa é uma leitura que vale muito a pena, principalmente, pelo seu desfecho. Além disso, o tom angustiante deixa o leitor sempre tenso com o que poderá acontecer na página seguinte. Muitas mortes acontecem, e algumas são bem chocantes, mas depois de tudo, o leitor vai gostar da história.


Monalisa desenhando a morte
Dany Belo
editora Arwen
216 páginas
nota no Skoob: 4.7
nota do blog: 4.0
(livro cedido pela editora em parceria)

9 comentários:

  1. Joana, comigo aconteceu de ver o título e pensar que quem ela desenha morre. Há várias interpretações apenas pela capa.
    Pela sua resenha gostei muito do livro, a narrativa me pareceu bem atrativa além de que eu imaginei milhares de desfechos nessa história, até cogitei pensar que essa história parecia com "Uma curva no tempo".
    Bom, a parte gráfica está muito bonita, e pelo o que você falou do interior do livro imagino que também esteja.
    A propósito, leio tantos livros com o início lento que me acostumei, então imagino que amaria ler esse livro ♡ .

    ResponderExcluir
  2. Joana!
    Se ver com um dom desses após um acidente onde o raio a atingiu, deve deixar Lisa paranoica, porque euzinha ficaria...
    Fato é só em poder viajar através de seus desenhos atravessando portais, seria fabuloso se as mortes não viessem acompanhadas com essa viagens paralelas. E quero é descobrir porque as mortes acontecem?
    “O saber se aprende com os mestres. A sabedoria, só com o corriqueiro da vida.” (Cora Coralina)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP Comentarista de JANEIRO dos nacionais, livros + BRINDES e 3 ganhadores, participem!

    ResponderExcluir
  3. A premissa do livro é bem interessante.
    Curti bastante a capa do livro também, bem caprichada!
    Não conhecia essa obra ainda, nem autora. Mas gostei do que conheci aqui.
    Parece ser uma história boa. Sua resenha me deixou curiosa.
    Quem sabe não tenha a oportunidade de conhecer a obra em breve?
    Beijos,
    Caroline Garcia

    ResponderExcluir
  4. Adorei esse livro, fiquei morrendo de vontade de ler, adoro livros que envolve lugares diferentes, em que a personagem não fica em um lugar só e mostra vários cenários, pelo título também esperava que as pessoas morriam por causa dos desenhos, mas acho que mesmo assim o livro continua bom, fiquei super a fim de ler.

    ResponderExcluir
  5. Fico muito feliz que tenha curtido, amei a resenha <3

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    Fiquei interessada nesse livro, mesmo com esse começo lento achei a historia diferente e bem interessante, fiquei curiosa para saber mais sobre o que ira acontecer ao redor da Lisa e ainda mais com tantas tragedias, a capa ficou mesmo linda e se tiver oportunidade quero ler esse livro !!

    ResponderExcluir
  7. Gostei desta premissa, imagina poder ir aonde quiser, não entendi muito bem a parte da pessoas morrerem, o motivo das mortes acontecerem. Mesmo o começo sendo enrolado me interessei pela obra, parece ser uma ótima leitura.
    Abraço!
    A Arte de Escrever

    ResponderExcluir
  8. Gostei muito da resenha, que me deixou bem interessada no livro.
    Quando você citou que ela desenha o lugar e pode adentrar o desenho, meio que me veio 'coração de tinta' na cabeça, mas a história, pelo que você descreveu é muuuito diferente.
    Se o final do livro compensa, nós podemos perdoar um começo parado kkk
    Bjokas

    ResponderExcluir
  9. Que legal essa história da Lisa, eu ameeeei!!
    Adoro esses livros fantásticos assim.
    E essas mortes, esses desastres todos com as pinturas achei encantador, original, amei mesmo!
    Claro que quero ler!
    bjss

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!