quinta-feira, 13 de abril de 2017

Charlotte sometimes [Resenha]

onde comprar: baixe gratuitamente no site da Editora Draco

"Conto do autor veterano de dicção científica Fábio Fernandes, originalmente publicado em Interface com o Vampiro. Um homem, uma noite, um bar. O que ele faz ali? Entre os vapores do gelo seco e as névoas da amnésia, Júlio busca uma resposta para tantas dúvidas que o assombram. Mas ele pode não gostar do que vai encontrar entre os escombros da sua memória - ou será a memória de outra pessoa?"

Esse foi o conto mais envolvente que li essa semana. Já começa como se o leitor estivesse dentro de um sonho, dando exatamente aquela sensação de entrar numa cena, do nada, e de repente se dar conta de que está lá. O protagonista acha que está numa boate, mas se lembra de que aquele lugar fechou há muito tempo, então ele fica em dúvida sobre se o que está vivendo é real ou ilusão. Ele também reencontra uma mulher que, depois descobrimos, não poderia estar ali. E o ritmo da narrativa também é frenético e confuso, não permitindo que o leitor faça  a distinção entre realidade ou sonho.

Gostei muito da escrita do autor e da velocidade que ele deu à narrativa. Tudo é muito rápido, caótico, desconexo. As coisas que acontecem são estranhas, mas também podem ser muito reais, e isso é que faz do conto uma ótima leitura. O autor utilizou muito bem o ambiente da boate para dar aquele clima meio enevoado e sombrio que o sonho transmitia, e o final é exatamente como sair dele de repente. Dá até aquela vontade de fechar os olhos e tentar voltar para a mesma parte que estava antes de acordar.


Este post é válido para o Top Comentarista participe!


Joana Masen, quando não está resenhando, pintando e bordando por aqui, está escrevendo poesia no blog Milonga.
Twitter: @joana_masen

9 comentários:

  1. Joana, eu fiquei bastante intrigada com o que li aqui. O fato de mesclar real com ilusão, da história se passar em uma boate e ter uma personagem que não poderia estar lá me deixou bem curiosa.
    Vou procurar o conto para e descobrir o desfecho desta trama fascinante.
    Bjos!

    ResponderExcluir
  2. Que bom que gostou da escrita do autor e da velocidade que ele deu à narrativa. Por sua resenha, ele é sim, um ótimo escritor pela forma como criou o cenário e um personagem que nos apresenta algo pela qual não sabemos se é real ou não.
    Beijos!!

    ResponderExcluir
  3. Joana!
    Os contos tem dominado o mercado, além de ser uma grande oportunidade dos novos escritores mostrarem suas obras.
    Achei interessante a dualidade entre o que é real ou sonho na vida do protagonista, bem como a ambientação em uma boate.
    Boa Páscoa!
    “A sabedoria começa na reflexão.” (Sócrates)
    cheirinhos
    Rudy
    http://rudynalva-alegriadevivereamaroquebom.blogspot.com.br/
    TOP COMENTARISTA ABRIL especial de aniversário, serão 6 ganhadores, não fique de fora!

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de temáticas vampiras, mas achei que como se trata de um conto a história é mais rápida e pode ser que eu goste, anotadinha a dica vou ler o conto e quem sabe perder essa minha implicância com o tema!

    ResponderExcluir
  5. Oi Joana,
    Adoro histórias que me envolvem tanto que me sinto na pele do protagonista. Não é todo autor que consegue descrever uma experiência como está para o leitor e é notável quando isso acontece, principalmente por se tratar de um conto que por ser uma leitura curta não permite uma exploração maior da história. Não sou uma leitora voraz de contos, mas gosto de receber indicações deste tipo de leitura.

    ResponderExcluir
  6. Oi Joana, tudo bem?
    Bem confuso hem kkkk Já livros assim que misturavam a realidade com ilusão, e minha conclusão é que é bem arriscado. Já que se o final não for bem trabalhado, acaba "estragando" a obra.
    Beijos
    Quanto Mais Livros Melhor

    ResponderExcluir
  7. Oi, Joana!!
    Estou adorando as indicações de contos que você está colocando no blog!! Gostei dessa confusão que o conto traz misturando realidade com a ilusão!!
    Beijoss

    ResponderExcluir
  8. Achei bem confuso esse conto!
    Mas gostei. Gosto da mistura de realidade e ilusão!
    Mas acho que sempre tem que ter uma narrativa razoável, nem muito rápido, nem lenta. Pq se não me embolo toda!

    ResponderExcluir
  9. adorei a indicação do conto
    eu adoro essas coisas que misturam realidade e ilusão
    a ideia de você estar dentro de um sonho, vou já no site baixar para eu ler

    ResponderExcluir

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!