domingo, 12 de agosto de 2012

"O vampiro Lestat"



Empolgada com o vampiro Lestat de "Entrevista com o vampiro", comecei a ler esse livro que conta apenas a história desse enigmático e carismático personagem de Anne Rice. Ele descreve como era a vida de Lestat, desde sua adolescência, vivendo numa mansão com sua família decadente e com seus desejos conflitantes de querer se auto-afirmar como um artista, a contra-gosto do pai, ou ser um caçador implacável, como quando ele mata, sozinho, uns lobos que estão aterrorizando sua cidade. Após esse feito, ele fica conhecido por todos os moradores, e acaba despertando o interesse de um jovem músico, Nicolas, por quem se apaixona e foge para Paris para tentar a sorte. Entre tentativas frustradas e o ingresso em uma trupe de artistas, Lestat acaba sendo mordido e transformado em vampiro e a partir dai passa a sofrer com seus desejos, sua sede por sangue, que o transforma em assassino e pela perda de seus amores, Nicolas, de quem ele tem que se afastar, e sua mãe, única pessoa da família que sempre o apoiava e compreendia. Lestat sai em busca de conhecimento, tentando descobrir qual a razão de sua existência e qual o seu lugar no mundo. Em alguns momentos achei que a narrativa se torna lenta e cansativa, principalmente nas partes em que Marius conta sobre sua própria transformação e sobre a descoberta dos "antigos", mas, no final, tudo acaba sendo importante para a história e para entendermos a personalidade de Lestat. Com um desfecho incrível, onde o vampiro faz um show com sua banda de rock, e com situações surpreendentes que nos deixam sem conseguir respirar, esse livro é uma das obras primas de Rice e conseguiu me emocionar com os sentimentos profundos de Lestat e suas reflexões sobre a vida.


O Vampiro Lestat
Anne Rice
468 páginas - Ed. Rocco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!