segunda-feira, 29 de julho de 2013

Um pouquinho de...


"Ser ou não ser, eis a questão. 
Será mais nobre sofrer na alma 
pedradas e flechadas do destino feroz
ou pegar em armas contra o mar de angústias -
e, combatendo-o, dar-lhe fim? Morrer; dormir;
só isso. E com o sono - dizem - extinguir
dores do coração e as mil mazelas naturais
a que a carne é sujeita; eis uma consumação
ardentemente desejável. Morrer - dormir -
dormir! Talvez sonhar. Aí está o obstáculo!
Os sonhos que há de vir no sono da morte
quando tivermos escapado ao tumulto vital
nos obrigam a hesitar: e é essa reflexão
que dá à desventura uma vida tão longa..."

Ato III, cena I
página 67




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá! Que bom ter você por aqui!
Fico feliz em receber seu comentário, crítica ou sugestão. Pode falar a vontade, esse espaço é seu. Acompanhe a resposta ao seu comentário clicando em "Notifique-me".
Obrigada pela visita!